Apicultores são beneficiados com caixas padronizadas

- quarta-feira - 30/09/2015 Variedades

Belmonte

Com a finalidade de incentivar a produção de mel no Estado, a Federação das Associações de Apicultores e Meliponicultores de Santa Catarina (Faasc) e a Fundação Banco do Brasil (FBB) elaboraram um programa que prevê a realização de um diagnóstico, o georreferenciamento dos apiários, a certificação orgânica e a doação de caixas para impulsionar a atividade nos municípios.
Em Belmonte, a Secretaria da Agricultura, a Epagri e a Associação de Apicultores e Meliponicultores (Apibel) encaminharam o projeto e receberam 54 caixas-ninho, padronizadas com um sistema de qualidade internacional e que se adequam às normas técnicas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).
O ato oficial de entrega do material aconteceu no último dia 21, na presença de autoridades locais, servidores da Secretaria da Agricultura, dos sócios da Apibel e do técnico da Epagri de Descanso, Vilmar Milani. De acordo com o secretário da Agricultura, Gheison Paulo Zambiasi, as caixas recebidas já foram distribuídas e destinam-se, principalmente, para alojar abelhas da espécie Melipona Scutellaris, a popular Uruçu ou abelha sem ferrão. 
As colmeias recebidas permitirão aos apicultores o melhoramento do processo de extração, um investimento para qualificar o mel e seus derivados e aumentar os índices de exportação, os quais, atualmente, alcançam seis mil toneladas por ano no Estado. Conforme o presidente da Apibel, João Decol, a Associação irá buscar novos projetos e cursos para aprimorar a produção de mel no município. 

Ascom/P-Belmonte
O ato oficial de entrega do material aconteceu no último dia 21, na presença de autoridades locais e apicultores

Mais notícias: Variedades

Últimas notícias:

receba o impresso no e-mail em pdf