Servidores estaduais oficializam estado de greve e paralisação geral no próximo dia 8

- Foto: Upiara Boschi / Agência RBS quarta-feira - 02/12/2015 Santa Catarina

img

Servidores públicos estaduais entregaram nesta terça-feira no Centro Administrativo do governo do Estado, em Florianópolis, o ofício em que informam o executivo de que estão em estado de greve e farão uma paralisação geral na próxima terça-feira, dia 8. 

Nelson Serpa, secretário da Casa Civil, foi quem recebeu o documento da comissão dos servidores, mas não deu garantias de uma audiência com o governador Raimundo Colombo, como queriam os servidores, nem de que os pedidos de retiradas de projetos da Assembleia Legislativa (Alesc) seriam analisados.

A decisão de greve foi tomada em assembleia geral da categoria realizada mais cedo no Centro da cidade. Pela manhã, os trabalhadores foram à Alesc acompanhar a tramitação dos projetos que mudam as regras da previdência e instituem um novo plano de carreira para os professores.
A maior parte dos servidores integra os sindicatos Sinte (da educação), SindSaúde (da saúde) e Aprasc (dos praças da Polícia Militar).  

São três os projetos questionados. A criação do fundo complementar SCPrev, com aplicação do teto de aposentadoria dos trabalhadores privados para futuros servidores, deve ser votada nesta quarta-feira pelos deputados estaduais.

Já a proposta de aumentar escalonadamente até 2018 a alíquota previdenciária dos atuais servidores de 11% para 14% só deve ser analisada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na próxima terça-feira, assim como o novo plano de carreira dos professores. Ambos estavam previstos para reunião da manhã desta terça-feira, mas acabaram tirados de pauta, em uma reunião marcada por protestos dos servidores.  

 



Mais notícias: Santa Catarina

Últimas notícias: