Grupo de Danças da Escola Juscelino Kubitschek se destaca em festivais

- Foto Ascom/Unoesc segunda-feira - 07/12/2015 Educação

img

Alunos da Escola Juscelinho Kubitschek durante a apresentação "O Casaco"

São Miguel do Oeste

O grupo de danças da Escola Juscelino Kubitschek de Oliveira, que conta com o apoio do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid), está conquistando diversos prêmios em festivais. A professora da escola e autora das coreografias, Sirlei Ferrasso, conta que o Programa contribui para a confecção do figurino dos alunos bailarinos. Além disso, as cinco acadêmicas do curso de Educação Física da Unoesc auxiliam nos bastidores das apresentações. O grupo também tem o apoio de toda a comunidade escolar.

A apresentação "O Casaco" rendeu à escola o 1º lugar, da categoria mirim livre, na etapa microrregional do Festival Dança Catarina e o 1º lugar, na categoria séries inicias, do 1º Festival Regional de Dança de Campo Erê. No Festival Regional de Dança de Campo Erê, a professora Sirlei ganhou o reconhecimento de melhor coreógrafa.  O enredo de o "O Casaco" foi criado a partir da redação da aluna, Melissa Schmitiz. A redação "Infâncias de Pano" conta a história da mãe da aluna, que ganha uma boneca de pano do padrinho. Depois de estragá-la, as irmãs resolvem confeccionar outras. Então, pegam um casaco vermelho de veludo, no armário da avó, para fazer um detalhe da vestimenta. A avó se desespera, mas, no final o que prevaleceu foi o amor de avó para neta.

Outra apresentação premiada foi o "O Sapo da Sorte".  O grupo conquistou o 2º lugar com a dança, na categoria infantil livre, da etapa microrregional do Festival Dança Catarina e o 3º lugar, na categoria séries finais, do Festival Regional de Dança de Campo Erê. A apresentação conta a história de um trabalhador que encontra, em uma obra, uma caixa da qual sai um sapo com uma bengala e uma cartola cantando e dançando jazz. "O trabalhador pensa em ganhar muito dinheiro, mas o sapo não canta, quando está na frente de pessoas que poderiam pagar pela apresentação", complementa a professora, dizendo que o objetivo é mostrar que as pessoas estão preocupadas em acumular bens e estão esquecendo do lado afetivo.

Com a dança flamenca "Sevilhas", as alunas da escola conquistaram o 1º lugar, na categoria populares e folclóricas da etapa microrregional do Dança Catarina e o 2º lugar, na categoria séries finais do Festival Regional de Dança de Campo Erê. A dança de salão, da categoria infantil, também se destacou no Dança Catarina, conquistando os dois primeiros lugares na fase microrregional e o 2º lugar na etapa regional do Festival. Na etapa regional, a aluna Maria Eduarda Barp também  conquistou o prêmio de bailarina destaque.

 

 



Mais notícias: Educação

Últimas notícias: