Itapiranga rumo à pobreza

- sexta-feira - 23/09/2016 Boca no Trombone


Salvo melhor juízo, hoje os itapiranguenses irão dar um grande passo rumo ao subdesenvolvimento nos moldes bolivarianos. Políticos, numa tentativa desesperada, irão tentar reativar a tradicional máquina de mentiras própria dos esquerdopatas. Irão endeusar o biodigestor e endiabrar as hidrelétricas.

O velho e bom biodigestor foi útil nos tempos de guerra, quando as hidrelétricas e termoelétricas estavam sendo bombardeadas. Hoje, os biodigestores ainda são úteis em regiões pobres do mundo todo. No Brasil são extremamente úteis para políticos angariarem votos.

O que compromete o bom funcionamento do biodigestor na nossa região é que as bactérias se desenvolvem melhor em temperaturas mais elevadas, em torno de 28°C a 35°C, sendo que com a queda da temperatura, abaixo de 15°C, a biodigestão se torna mais lenta e a produção do biogás é muito pequena. Em regiões mais quentes, ou como se fala, de São Paulo para cima, as temperaturas são altas e não há preocupações neste aspecto. Já no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, em especial no período de inverno, observa-se, sim, um declínio da produção do biogás

Bem, diante do que foi exposto aqui, é possível concluir duas coisas: primeiro, o biodigestor não tem nada contra o Brasil, pois ele funciona no mundo inteiro e funciona aqui também; segundo, o agricultor terá que optar entre a manutenção do biodigestor ou dedicar-se inteiramente à produção agropecuária.

                                     A HIDRELÉTRICA

A UHE Itapiranga é uma usina que está em fase de estudos, presente no PAC, devendo ser concluída em 2017. Será localizada no Rio Uruguai, entre os municípios de Itapiranga (SC) e Pinheirinho do Vale (RS). A área alagada será sete municípios: Caiçara, Itapiranga, Mondaí, São João do Oeste, Vicente Dutra e Vista Alegre. Terá capacidade instalada de 724 MW e bilhões em investimentos.

                             ENERGIA LIMPA NA ALEMANHA

Os alemães do além-mar também tiveram e ainda têm preocupações com as fontes de energia limpa como os alemães daqui. Karl Imhoff fez funcionar biodigestores na velha Alemanha nos tempos de guerra, por volta de 1920. Porém, hoje optam por métodos modernos.

CONCLUSÃO

Eu não sou o dono da verdade, mas estou convencido de que é de bom alvitre que as autoridades de 12 paises e as do Brasil inclusive, façam um esforço concentrado para que Itapiranga almeje voos mais altos e saia da mesmice. Para isso, sem medo de errar, Itapiranga precisa da ponte para se ligar à região celeiro do Rio Grande do Sul, dos bilhões a serem investidos na hidrelétrica, de um aeroporto regional, de um hospital regional com especialidades, principalmente Oncologia, de uma travessia para a República argentina e uma estação da Embrapa para avançar na vocação em pesquisas do povo itapiranguense e inclusive para avançar nas pesquisas das energias alternativas. Em biodigistor também, que, diga-se de passagem, está mais enferrujado que a máquina de mentiras dos esquerdistas que ora se apresentam.

 

 

 



Mais notícias: Boca no Trombone

Últimas notícias: