A Petrobras é deles

- quarta-feira - 19/10/2016 Boca no Trombone

Meus leitores esquerdistas garantem que a Petrobras é nossa. Seria, se ao abastecer o veículo tivéssemos alguma compensação. Mas a Petrobras tem que se adequar às petrolíferas internacionais. Essa adequação, a meu ver, está limitada ao preço na bomba para o consumidor. O frentista recebe em reais, não em dólar, euro ou libra. As quatro maiores petrolíferas do mundo têm menos funcionários que a Petrobras. Tivessem privatizado a Petrobras não teríamos a dívida bilionária e o Brasil teria os impostos para os tão necessários investimentos.

A real causa do tombo da Petrobras foi a sua administração, influenciada ou não pela política. Construir refinarias no Nordeste, abastecidas com petróleo produzido no Sudeste, para ser vendido no Sudeste ? Seria como a Exxon construir refinarias em Michigan porque Detroit precisa de empregos.

A Petrobras emprega, entre empregos diretos (empregos públicos, com privilégios injustificáveis) e terceiros, mais do que a soma das quatro maiores petrolíferas privadas do planeta, que juntas geram mais de 50 vezes mais lucro do que a Petrobras. Essa sim é a razão. A Petrobras deveria ter um quarto dos empregados, pagando salário brasileiro.

A roubalheira, combinada com a má gestão levaram a Petrobras a chegar onde chegou. Historicamente, os preços pagos pela Petrossauro por qualquer item são, em geral, muito maior que qualquer outra empresa paga.

A bem da verdade, os políticos empresários, para gerenciar as suas empresas, contratam executivos formados em Harvard. No entanto, as estatais é eles que querem dirigir. Político não é sinônimo de gestor. Pergunto aos meus leitores esquerdistas: Vocês confiariam a gestão dos seus negócios a algum político? Então, não me venham com a balela de que privatizar é o mesmo que entregar.

Historicamente, as privatizações sempre tiraram o Brasil da pindaíba. Ou alguém está convencido de que o Plano Real salvou o Brasil? O que salvou o Brasil foram os bilhões das privatizações das Teles. Se você está endividado, pode fazer mil planos, mas se não entrar dinheiro no caixa a sua dívida só tende a aumentar.

Também me perguntam: Agora, com Michel Temer vai? Não é com Temer que as coisas vão andar, mas com o conjunto da obra. Relembrando a História, na crise dos anos 30 Getúlio Dorneles Vargas resolveu com a CLT para os trabalhadores e a compra do café dos fazendeiros, o qual, queimou para dar um monumental calote nos ingleses. Já os comunistas disfarçados de socialistas, ele, o Getúlio, vergou à bala, cadeia e extradições. Olga Benário que o diga.

Em 1964 os militares afugentaram os gatos aninhados em Brasília e optaram pelos dólares americanos em detrimento da ideologia comunista. Em 1970 o Brasil já era o país que mais crescia no mundo. Porém, cometeram um erro imperdoável: concederam anistia aos bandidos. Desta anistia os gatunos se valeram para voltar ao centro do poder.

Hoje, o Congresso Nacional, dominado pelo Temer e seus aliados, combinados com o juiz Sérgio Moro e Suprema Corte, estão também afugentando os gatunos do berço esplendido. Também querem obrigar os gestores a gastarem menos que arrecadam e rever as aposentadorias fraudulentas, cujos primeiros números apontam que oito em cada dez são desnecessárias. É um passo importante rumo à prosperidade.

Porém, a meu ver, Temer está cometendo um erro bisonho: quer aumentar a idade para aposentadoria. Se a bisonhíssima prevalecer, os 11 milhões de desempregados irão aumentar. É sabido que o desempregado é problema para a gestão pública, mas o jovem desempregado é um problema maior, uma vez que o velho aposentado, com sua experiência, vai saber contornar o problema com métodos lícitos, enquanto o jovem vai para a criminalidade.

 

 

 

Mais notícias: Boca no Trombone

Últimas notícias: