Últimas

  • Senhor Governador

    img

    A Bancada do Oeste, que atua em defesa das demandas do Grande Oeste catarinense, determinada a contribuir para minimizar os impactos deste grave momento pelo qual o país e o nosso estado atravessam em decorrência da pandemia da Covid-19, solicita a Vossa Excelência os seguintes esclarecimentos:

     1) quais são os hospitais públicos e/ou privados do Grande Oeste referenciados pela Secretaria Estadual da Saúde para receberem pacientes infectados pelo novo coronavírus;

    2) quantos são os leitos de internação e leitos de terapia intensiva (UTIs com ventiladores pulmonares disponíveis) destinados a esses pacientes atualmente e quantos estão previstos para os próximos meses em que a pandemia deverá persistir em nosso estado;

    3) onde e quando serão instalados hospitais de campanha na região do Grande Oeste; 

    4) o Estado planeja a contratação de ACTs para reforçar o atendimento em saúde no Grande Oeste; 

    5) quais medidas econômicas imediatas estão sendo adotadas em socorro ao setor produtivo catarinense do Grande Oeste, nas áreas fiscal, de fomento, e de financiamento;

    6) qual o benefício de Assistência Social o Estado disponibilizou à população economicamente vulnerável da macrorregião Oeste do estado, especialmente aos que necessitam do Benefício de Prestação Continuada?

    Este colegiado também requer ao Estado:

    1) que disponibilize aparelhos respiradores e EPIs (Equipamentos de Proteção Individuais) conforme necessidade dos hospitais existentes nos municípios da região do Grande Oeste, especialmente os referenciados para atendimento a pacientes da Covid-19 e os de pequeno porte;

    2) a designação de um servidor (ou servidores) que possa atuar como intermediário entre o Estado e este Colegiado, para encaminhamento e resolutiva das demandas constantes neste documento.

    E recomenda:

    1) a adaptação e abertura de frentes de trabalho junto ao setor industrial do Grande Oeste para produção de equipamentos de proteção e outros insumos que se fazem necessários no combate à pandemia do novo coronavírus.
     
    Esta Bancada do Oeste entende a imperiosa necessidade de união de esforços neste momento sem precedentes, que exige a definição de medidas drásticas para salvar vidas e garantir que a economia volte a funcionar de forma segura. Certos de que nosso pleito será atendido de forma célere, colocamo-nos à disposição do Estado de Santa Catarina na construção de estratégias para vencermos os desafios que estão postos e os que se sucederão.

    Atenciosamente,

    Deputado Mauricio Eskudlark - Coordenador da Bancada do Oeste
    Deputado Altair Silva
    Deputado Coronel Mocellin
    Deputado Fabiano da Luz
    Deputado Jair Miotto
    Deputada Luciane Carminatti
    Deputado Marcos Vieira
    Deputada Marlene Fengler
    Deputado Mauro de Nadal
    Deputado Moacir Sopelsa
    Deputado Neodi Saretta
    Deputado Nilso Berlanda
    Deputado Padre Pedro Baldissera
    Deputado Romildo Titon
    Deputado Valdir Cobalchini
     

    07/04/2020 Leia...

    -

  • Sicoob adota medidas para auxiliar cooperados durante a crise

    img

    Prorrogação de prazos, diminuição de juros e ajuste de taxas estão entre ações realizadas

    O Sicoob SC/RS está realizando ações para minimizar os impactos econômicos causados pela pandemia de Coronavírus. Entre as medidas adotadas, estão a prorrogação de prazos, diminuição de juros e ajuste de taxas.

    “Estamos cientes da responsabilidade para com os nossos associados, funcionários, dirigentes e parceiros. Por isso, unimos nossos esforços aos das autoridades municipais, estaduais e federais, para enfrentar a pandemia. O desafio é enorme, mas é possível vencê-lo, sobretudo se nos apoiarmos nos princípios de cooperação e solidariedade”, afirmou o presidente do Sicoob Central SC/RS, Rui Schneider da Silva. 

    As cooperativas estão avaliando os casos que necessitam adicionar prazos às operações, renegociando e prorrogando parcelas. Em algumas localidades, há ofertas de linhas emergenciais e carência para início dos pagamentos. Alguns segmentos estão sofrendo o impacto da pandemia de forma imediata, e para atender a todas as necessidades, o Sicoob também está usando os recursos públicos que estão à disposição (BNDES/BRDE/Badesc).

    No Crédito Consignado, para aposentados e pensionistas do INSS e servidores públicos, as taxas foram reduzidas nesse período e podem ser contratadas a partir de 0,89% ao mês, chegando ao máximo de 1,38% ao mês. 

    Os associados que possuem maquininha Sipag podem contar também com as taxas diferenciadas de antecipação de vendas e acesso a um capital de giro no próprio equipamento. Serão R$ 3 milhões em descontos aos associados mais afetados.

    Os cartões Sicoobcard tiveram a sua validade prorrogada para vencimentos nos meses de março, abril, maio e junho. Dessa forma, os cooperados podem continuar realizando compras sem a necessidade de receber um novo cartão.

    "É hora de reafirmar esses valores, sempre com a preocupação de manter a cooperativa saudável para que possa reverter eventuais prejuízos no menor tempo possível”, ressaltou o dirigente.

    07/04/2020 Leia...

    -

  • Abertas as inscrições para o Seletivo Unoesc

    img

    Estão abertas as inscrições para o Seletivo Unoesc. São vagas para cursos distribuídos em 10 municípios – Campos Novos, Capinzal, Chapecó, Joaçaba, Maravilha, Pinhalzinho, São José do Cedro, São Miguel do Oeste, Videira e Xanxerê. Para realizar a inscrição, basta acessar o site da Unoesc.

    São mais de 25 cursos disponíveis, por meio do Processo Seletivo, que é a forma de ingresso na Universidade, no qual a seleção dos candidatos é realizada com base na média do histórico escolar do Ensino Médio ou pela nota da redação do Enem.

    No site, está disponível a lista dos cursos oferecidos e o campo para que seja anexado o histórico escolar ou a nota do Enem. O Processo Seletivo não cobra taxa de inscrição. A relação dos candidatos classificados será divulgada em chamadas semanais.


     

    Cursos oferecidos em São Miguel do Oeste

    Administração 

    Arquitetura e Urbanismo

    Ciência da Computação

    Ciências Contábeis

    Direito

    Educação Física (Bacharel e Licenciatura) 

    Enfermagem

    Engenharia Civil

    Farmácia 

    Fisioterapia

    Medicina Veterinária

    Odontologia

    Pedagogia

    Psicologia 

     

    Curso oferecidos em São José do Cedro

    Agronomia

     

    Cursos oferecidos em Pinhalzinho

    Administração

    Ciências Contábeis 

    Design

    Direito 

    Psicologia 

     

    Cursos oferecidos em Maravilha

    Administração 

    Agronomia

    Ciências Contábeis

    Educação Física (Licenciatura) 

     

    Cursos EAD

    Análise e Desenvolvimento de Sistemas (Maravilha, Pinhalzinho e São Miguel do Oeste)

    Gestão em Recursos Humanos (Maravilha, Pinhalzinho e São Miguel do Oeste)

    Gestão Comercial (Maravilha, Pinhalzinho e São Miguel do Oeste)

    Processos Gerenciais (Maravilha, Pinhalzinho e São Miguel do Oeste)

    07/04/2020 Leia...

    -

  • Maldaner sugere 50% da cota parlamentar para o SUS combater o Coronavírus

    img

    O deputado federal Celso Maldaner protocolou na tarde desta segunda-feira (6) junto à Câmara dos Deputados a proposição de mais um projeto de lei.

     

    Além de destinar o subsídio dos parlamentares durante o período de calamidade ao Sistema Único de Saúde - SUS, Maldaner está propondo também a redução de 50% da cota parlamentar durante o mesmo período.

     

    Na justificativa do projeto, o deputado salienta que devido a pandemia da COVID-19, uma das ações de combate a propagação do vírus é o isolamento social. Sem as atividades presenciais e com a permissão do trabalho home office, a Câmara integrou o sistema remoto de votações. Com isso, a economia de passagens e despesas do mandato são reduzidas.

     

    “Portanto, nada mais justo que destinar metade dessa verba para a manutenção dos profissionais da saúde e para a compra de materiais e equipamentos, sendo estes geridos pelo SUS”, defendeu o deputado.

     

    Avaliação da Arko

    Ainda nesta segunda-feira (6), Maldaner recebeu a informação que está no radar de avaliação da Arko (consultoria muito respeitada e visada internacionalmente) como um dos parlamentares que está trabalhando no legislativo em combate ao Corona.

     

    06/04/2020 Leia...

    -

  • Altair Silva comemora prorrogação dos incentivos fiscais para o agronegócio catarinense


    O deputado Altair Silva comemorou a notícia de que o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) aprovou no final da última sexta-feira (3) a prorrogação do Convênio nº 100/1997 até dezembro de 2020. Com a medida, fica garantida a isenção tributária em operações internas e a redução da cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na comercialização interestadual de insumos agropecuários.

    “No ano passado trabalhamos muito para que Governo do Estado não aumentasse os impostos sobre os defensivos agrícolas. Através de uma MP conseguimos jogar a decisão para o final deste mês, e agora, foi prorrogado até dezembro. São mais de 500 mil famílias em Santa Catarina que utilizam todos os dias defensivos e outros insumos na sua produção para manter a sustentabilidade das mais de 180 mil propriedades rurais do Estado”, comentou Altair.

    A prorrogação vai até 30 de dezembro e reduz a base de cálculo do ICMS em até 30% para fertilizantes e rações e, em até 60% para defensivos agrícolas e sementes. Com a medida, a expectativa é que os custos de produção dos produtores rurais tenham redução e a competitividade aumente, principalmente neste momento em que o agronegócio seguiu trabalhando mesmo diante da pandemia e a crise econômica.

    “A agricultura é a mola propulsora da economia do Estado, não podemos taxar ainda mais o produtor rural, quem está lá, de sol a sol, de segunda a segunda, trabalhando e produzindo para que todos nós possamos ter alimento na mesa e em nossas casas”, cobrou Altair.

    A decisão do Confaz foi tomada em reunião realizada por videoconferência e envolveu Secretários de Fazenda dos 26 estados e do Distrito Federal. O convênio 100 tinha prazo de vigência até 30 de abril de 2020.

    06/04/2020 Leia...

    -

  • Deputado Marcos Vieira comemora decisão do Confaz de manter alíquota zero nos defensivos agrícolas

    img

    Prorrogação do convênio 100/97 até dezembro foi definida na última sexta-feira

    O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) se reuniu por videoconferência na sexta-feira (3/4) e decidiu pela prorrogação do Convênio 100/97 até dezembro desse ano. A resolução foi muito comemorada pelo setor produtivo de Santa Catarina, pois consolida a luta desde o ano passado pela manutenção da alíquota zero de ICMS nos defensivos agrícolas.
    Um dos mais atuantes no pleito do setor agrícola, o deputado Marcos Vieira (PSDB) disse que a decisão era esperada, após toda a pressão feita pelos setores nos últimos meses. "Mas sem dúvida foi esta grande união de esforços, que culminou com a Audiência Pública histórica no último dia 11 de março (fotos), a maior que já houve no parlamento catarinense, com quase 2 mil produtores rurais lotando todos os espaços da Assembleia, que fez com que o governo estadual recuasse da sua intenção de taxar os defensivos agrícolas, onerando ainda mais o produtor catarinense", destacou o deputado Marcos Vieira, que ainda completou: "Me orgulha muito encampar esta luta desde o início em defesa de quem trabalha muito e produz muito no nosso Estado, com a participação efetiva das entidades - Faesc, em nome do Zezo Pedrozo e do Enori Barbieri, da Ocesc, na pessoa do Luiz Vicente Suzin, da Fecoagro, na pessoa do Cláudio Post, da Fetaesc e o presidente José Walter Dresch, além de tantos outros que fazem do agronegócio catarinense um exemplo para o Brasil e para o mundo", ressaltou o parlamentar.

    06/04/2020 Leia...

    -

  • Governo Municipal decreta situação de emergência devido à estiagem

    img

    Decreto foi assinado nesta segunda-feira, 30 de março

    Na última sexta-feira, 27 de março, o Governo Municipal realizou uma reunião
    com representantes da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Descanso
    e secretários municipais. O objetivo da reunião foi analisar os dados coletados
    pela Defesa Civil, Secretaria de Agricultura e Epagri e debater medidas para
    amenizar o impacto causado pela estiagem, principalmente no interior do
    município.
    Após analisar os dados, a Defesa Civil Municipal sugeriu e o prefeito Sadi
    Bonamigo assinou nesta segunda-feira, 30 de março, o decreto de situação de
    emergência.
    Conforme os dados, o município vem enfrentando problemas com a produção e
    com o abastecimento de água, captação e tratamento de água pela Casan
    devido a pouca quantidade de água disponível.
    Para diminuir o impacto da estiagem o município está realizando o transporte
    de aproximadamente 100 mil litros de água por dia com o caminhão pipa para
    abastecer o Distrito de Itajubá, São Valentim e propriedade rurais onde as
    famílias têm solicitado água para o consumo humano, totalizando 254 famílias
    atendidas diariamente até o momento.
    Produção
    Segundo informações coletados pela Secretaria de Agricultura, diversos
    alojamentos de frango foram adiados, pois os produtores não possuem
    reservatório de água suficiente para produzir o lote do início ao fim.
    Já em relação à produção de suínos, está sendo realizada a captação de água
    nos rios, córregos e abertura de nascentes e poços, por meio da Secretaria de
    Agricultura, horas máquinas do bônus agrícola e terceirização de maquinário,
    mas mesmo com essas medidas, a produção está sendo atrasada.
    As pastagens também foram afetadas, com isso os produtores de leite estão
    substituindo-as por silagem e ração, o que tem aumentado o custo e diminuído
    a produção de leite.
    Além disso, os 19 distribuidores de esterco que foram entregue pelo Governo
    Municipal a grupos de agricultores de diversas comunidades estão sendo
    usado para o transporte de água para animais.
    Com o decreto, o município espera receber auxílio do Governo do Estado e
    tomar outras medidas para amenizar a situação. “Estamos fazendo isso a fim
    de buscar mais recursos do Estado para minimizar a situação dos produtores

    de suínos, aves, gado de corte, gado leiteiro, além dos produtores de grãos”,
    comenta o prefeito, Sadi Bonamigo.

    31/03/2020 Leia...

    -

  • BRDE anuncia medidas de apoio a empresas do Sul

    img

    Banco deve investir mais R$ 1 bilhão para retomada pós-pandemia

    O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE vai injetar R$ 1,3 bilhão na economia da região Sul nos próximos seis meses. A medida está em linha com a estratégia dos Governos de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, e e integra o pacote de ações dos Estados para enfrentar a crise provocada pela pandemia. Por meio do Programa Recupera Sul o banco pretende fornecer “crédito emergencial, com condições de financiamento diferenciadas, ainda mais em um momento de extrema necessidade", explica o Diretor Presidente Marcelo Haendchen Dutra. 

    O programa pretende proteger ou socorrer empresas dos principais setores afetados pela crise, com redução de taxas de juros, simplificação de processos, flexibilização de garantias e pulverização do crédito por meio de entidades parceiras. O programa está estruturado de forma a atender quatro perfis de usuários: 1) clientes do BRDE de qualquer porte; 2) empresas de qualquer porte dos setores mais atingidos, como turismo, economia criativa, prestação de serviços, alimentação, entre outros; 3) micro, pequenas e médias empresas com sede na Região Sul; 4) operadores de microcrédito e entidades parceiras com convênio junto ao BRDE. 

    O banco procurou assegurar crédito para as mais diferentes áreas, de forma a beneficiar o maior número possível de empreendedores.  Os valores disponibilizados vão de R$ 5 mil a R$ 20 mil para microempreendedores individuais (MEI´s), e de R$ 20 mil a R$ 200 mil para micro, pequenas e médias empresas. O prazo de pagamento será em 48 meses, incluída a carência de 18 meses. “Financiamentos de até R$ 80 mil serão disponibilizados sem garantia real, apenas com fundo de aval. Este é um grande diferencial do BRDE no mercado”, complementa Dutra. Os detalhes operacionais estão sendo finalizados pela área técnica do banco, e a contratação começa nos próximos dias através do site www.brde.com.br e de instituições parceiras, que serão informadas oportunamente. 

    SOLIDEZ

    O investimento anunciado pelo BRDE para a retomada da economia da Região Sul só é possível graças à solidez financeira do banco, confirmada nesta segunda-feira (30) com a publicação do balanço financeiro de 2019. O resultado é histórico. As operações totalizaram R$ 2,47 bilhões que, somados às contrapartidas dos próprios empreendedores, viabilizaram investimentos de R$ 2,9 bilhões na Região Sul. 

    “É o melhor resultado da história do banco, totalizando R$ 278 milhões – crescimento de 55,7% em relação a 2018”, informa o Diretor Presidente Marcelo Haendchen Dutra. Ele explica que o número é fruto da redução de despesas administrativas e uma atuação firme na análise dos projetos, no acompanhamento e na recuperação do crédito. Com isso, o índice de inadimplência (de 90 dias) diminuiu 73% em relação ao ano anterior. Passou de 1,77%, em dezembro de 2018, para 0,48% em dezembro de 2019, sendo muito menor que a inadimplência média do sistema financeiro nacional, e "a mais baixa já registrada pelo BRDE em quase sessenta anos de história”, assegura o Diretor de Acompanhamento e Recuperação de Créditos, Vladimir Arthur Fey. 

    Mesmo com atuação regional, o BRDE se manteve como o principal repassador nacional do Programa Agrícola Prodecoop (para desenvolvimento de cooperativas), mantido pelo BNDES. Também permaneceu como o principal parceiro da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), sendo o líder nacional em desembolsos do Programa Inovacred, destinado ao financiamento de projetos inovadores.  

    O saldo da carteira de financiamentos, por setor de atividade ficou distribuído da seguinte forma: 30,7% na agropecuária; 24,4% na indústria; 23,6% em comércio e serviços, enquanto o setor de infraestrutura representa 21,3% do total. O banco fechou o ano com 34 mil clientes ativos, cujos empreendimentos financiados estavam localizados em 1.083 municípios, o que corresponde a 90,9% dos municípios da Região Sul. 

    IMPACTO ECONÔMICO E SOCIAL

    Mesmo em um ano com baixo crescimento econômico, elevada capacidade ociosa da indústria e alto desemprego, o BRDE conseguiu manter o nível de apoio aos empreendedores da Região Sul, aumentando em 4,5% o volume de contratações em relação a 2018. "Foram 3.662 novas operações. O crédito disponibilizado pelo BRDE auxiliou na geração ou manutenção de pelo menos 37 mil postos de trabalho na Região Sul – quase um terço deles em Santa Catarina", calcula o Diretor Presidente Marcelo Haendchen Dutra.

    Ele elenca outras iniciativas de forte impacto econômico e social na região em 2019, como o Termo de Cooperação assinado com o Banco Mundial para disponibilizar US$ 125 milhões para prefeituras dos três estados. Através do Programa Sul Resiliente, os recursos serão aplicados em obras de prevenção a enchentes, deslizamentos, ressacas, tornados e estiagens. E o Programa BRDE Promove Sul, concebido para aplicar R$ 900 milhões no desenvolvimento produtivo, sustentável e social nos três estados. Os recursos próprios do BRDE foram divididos em partes iguais, que estão sendo aplicados conforme as peculiaridades locais.

    31/03/2020 Leia...

    -

  • "Começamos a ver sinais positivos"

    img

    Para presidente da Comissão de Saúde da Alesc, Neodi Saretta, redução do avanço de casos na China traz otimismo

    Rede Catarinense de Notícias - Qual é sua análise do quadro geral do Coronavírus no Estado? Neodi Saretta - A situação é preocupante. Não só no Estado, mas o mundo afora mostrou isso. Por isso a importância de que as recomendações dos órgãos de saúde sejam seguidas com rigor. Em um primeiro momento, a situação assusta, mas por outro lado começamos a ver alguns sinais positivos vindos de fora, como a diminuição dos casos na China, e medicamentos que estão sendo testados. Isso dá uma luz no fim do túnel, mas não significa que não devemos fazer a nossa parte. Há a preocupação em relação à sobrecarga de hospitais, de órgãos de saúde, de ter mais respiradores. Mas acredito que o esforço conjunto que está sendo feito vai resultar na volta por cima nessa pandemia. Alguns países estão conseguindo reverter, e nós também vamos conseguir. RCN - O governo decretou emergência e fez uma escalada de restrição social. Como o senhor vê as ações do Estado? Saretta - Eu acho importante apoiar as medidas que são ditadas pela área técnica. Inclusive, nós da Comissão de Saúde largamos uma nota para apoiar as medidas e recomendar que a comunidade colabore. Ao mesmo tempo, novas ações vão sendo determinadas à medida que vem orientações dos órgãos de saúde e os casos evoluem. O aumento das confirmações mostra que as medidas são necessárias. O que a gente espera é que possa haver uma reversão no curto prazo. RCN - Na nota, a Comissão fala sobre proteção às famílias que serão prejudicadas. Saretta - Há um estudo nesta área de compensação econômica para as pessoas que ficarem sem renda, os estabelecimentos que terão dificuldade de se manter. É um esforço conjunto que o governo e a sociedade devem fazer. A prioridade é a questão da saúde, mas as medidas compensatórias vão garantir os empregos e que as ações da saúde possam permanecer. RCN - Qual a avaliação das decisões de Brasília? Saretta - Eu vejo que os estados estão agindo com mais rapidez. A gente vê mais comando. A nível nacional deixou a desejar a questão da presidência. Algumas questões não tiveram o encaminhamento ideal, mas não é momento para críticas, e sim para união de esforços. RCN - Como presidente da Comissão, o senhor conhece bastante da estrutura da saúde de SC. Como ela pode dar resposta à crise? Saretta - Para uma crise como essa, vai precisar de muito reforço, como mais investimentos, e também auxílio a hospitais filantrópicos. Os respiradores são uma grande demanda, assim como mais leitos de UTI. Existe a possibilidade de criar hospitais de campanha. São necessárias ações para não sobrecarregar o sistema, principalmente porque daqui a pouco vem o inverno.

    31/03/2020 Leia...

    -

  • Uma arma contra o vírus

    img

    No último dia 4 de fevereiro, o governador de Santa Catarina Carlos Moisés da Silva foi perguntado pela primeira vez publicamente sobre o avanço mundial do novo Coronavírus. A resposta de Moisés foi curta: “Temos muito pouca informação”, disse.  
    Cabe ressaltar que nesta data o Brasil não tinha registrado nenhum caso, o que só aconteceu semanas depois, no dia 25 daquele mês. Apesar disso, as autoridades nacionais já se preparavam para uma possível chegada do vírus em território brasileiro. 
    Além do desafio natural de promover barreiras sanitárias e controle dos doentes, os órgãos de saúde tinham uma dificuldade ainda maior: o vírus era um completo estranho. Enfrentar o desconhecido é um obstáculo gigantesco, especialmente na área de saúde. Já imaginou lutar contra o que você nem sabe o que é?
    Hoje a situação é diferente: a informação chegou. Veio por veículos de comunicação locais, nacionais e internacionais. Teve notícia da China, do Irã, da Itália, da Espanha, de São Paulo, e de tantos outros lugares. Com a  informação, chegou também a eficiência, a assertividade e a tranquilidade. 
    Tanto é que o governo do Estado já maneja a retomada dos setores econômicos em meio aos cuidados de saúde.
    Sociedade, cidadãos e governos bem informados são hoje uma arma na defesa da vida. Por isso, não tenho dúvidas de que a imprensa é um dos maiores protagonistas mundiais da luta contra a Covid-19. Não à toa, foi reconhecida como atividade essencial por decretos do governo federal e também do governo estadual. 
    No Estado, a Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina (Adjori/SC) promoveu um movimento abrangente de integração editorial dos seus veículos. A capa conjunta, que nasceu na Associação Nacional dos Jornais (ANJ), foi publicada por pelo menos 60 jornais da entidade. 
    A mensagem não poderia ser mais clara: “Juntos vamos derrotar o vírus: unidos pela informação e pela responsabilidade”. A campanha é histórica. Uniu a imprensa em torno da defesa da vida, da proteção social, e do interesse comum dos cidadãos. 
    Na outra ponta, está a preocupação das autoridades (mais uma vez) com as fake news. Muita desinformação surgiu nas redes, mas o remédio contra elas é o mesmo: jornalismo sério e comprometido, que tem a confiança majoritária do público, registrada em pesquisas recentes.
    Nós – jornalismo impresso - que circulamos nas comunidades, somos o veículo com credibilidade e intimidade pra chegar na casa de cada catarinense, e levar a notícia do jeito que nosso leitor precisa.
    A primeira batalha é uma batalha por informação. Saber como o vírus se comporta, onde está, onde esteve, quem combateu, como, que meios são eficientes. Esse intercâmbio rápido tem sido uma das maiores riquezas na experiência de enfrentar a Covid-19. Enquanto não aparece uma vacina, nossa principal arma é informação, informação e informação. 
     

    31/03/2020 Leia...

    -

  • COMUNICADO À IMPRENSA


     

    A Sicredi Celeiro RS/SC informa que as agências localizadas nos municípios de São Miguel do Oeste, Iporã do Oeste, Mondaí, Descanso, São João do Oeste e Itapiranga, estão operando com atendimento diferenciado a partir desta segunda-feira, 30 de março, seguindo o Plano Estratégico de Retomada das Atividades Econômicas em Santa Catarina, anunciado pelo Governo do Estado.

     

    As agências estão mantendo apenas atendimento presencial aos associados, com foco em operações que ainda não são possíveis de serem realizadas por outros canais de atendimento. O acesso ao local será controlado de forma que não gere fila e aglomerações. Os associados integrantes aos grupos de risco do Coronavírus, possuem atendimento diferenciado das 8h30 às 10h.

     

    Para segurança e comodidade, a instituição orienta que os associados optem pelo atendimento por meio de caixas eletrônicos, internet banking, aplicativo do Sicredi, Rede Banco24Horas e Rede Saque e Pague. O canal telefônico também está disponível para nossa região pelo número 0800 724 4770 e para deficientes auditivos e de fala pelo número 0800 724 0525.

     

    O Sicredi afirma que tem como prioridade a saúde, a segurança e o bem-estar de todos os seus associados, colaboradores e da comunidade onde está presente. Com essa premissa, está fazendo o máximo para atender às necessidades de seus associados.

    30/03/2020 Leia...

    -

  • Precisamos retomar às atividades normais, afirma presidente da Câmara

    img

    O presidente da Câmara de Vereadores de São Miguel do Oeste, Everaldo Di Berti, se posicionou neste domingo, 29, sobre a necessidade da retomada das atividades econômicas de forma gradativa em todos os setores do estado. Mesmo com a possibilidade de prorrogação das medidas de isolamento social, anunciadas pelo governo de Santa Catarina.  

     

    De acordo com ele, infelizmente a pandemia que se instalou no mundo, ocasionando a proibição de funcionamento das atividades não entendidas como essenciais no nosso Estado e Municípios, fazendo com que a economia entrasse em colapso, correndo riscos de que os resultados da crise econômica sejam manifestadamente superiores aos ocasionados pela Pandemia. 

    Everaldo salienta que precisamos continuar crescendo com respeito a todo cidadão. Por nosso estado, por nossa São Miguel do Oeste, precisamos de medidas que possibilitem o retorno gradativo das atividades econômicas em nosso Município. Para Di Berti, precisamos nos conscientizar e preservar a saúde e a integridade de todos que se encontrem em estado de risco, mas ao mesmo tempo devemos pensar em medidas que possibilitem a retomada de nossa economia. A crise econômica pós pandemia é preocupante, a expectativa de desemprego é assustadora e os reflexos serão claramente sentidos em São Miguel do Oeste.

     

    Everaldo apela também ao governador, Carlos Moisés da Silva, que abra o seu decreto deixando que cada prefeito estude a possibilidade ou não da volta a normalidade, seguindo critérios e sempre pensando no bom andamento da economia e da saúde dos munícipes, pois cada região do estado apresenta uma demanda diferente da outra. 

     

    Di Berti finaliza que não está defendendo partido A ou B, nem governador ou Presidente da República, mas sim a vida acima de tudo, mas com responsabilida

    30/03/2020 Leia...

    -

  • Trevisan anuncia novas medidas para o enfrentamento ao Coronavírus

    img

    Trevisan anunciou o adiamento do pagamento de impostos e tributos e que dará férias aos servidores que não estão trabalhando

    O prefeito de São Miguel do Oeste, Wilson Trevisan, anunciou na tarde de ontem, quarta-feira, 25, medidas para contornar os problemas causados por conta do Coronavírus no munícipio. Em um vídeo publicado nas redes socias, o prefeito anunciou que todos os serviços essenciais estão em funcionamento e que a população não precisa se preocupar.
    Trevisan informou que os impostos e tributos municipais, como ISS e IPTU que venciam ontem, serão prorrogados para 25 de abril. Trevisan anunciou também que dará férias aos servidores que não estarão trabalhando, e que a administração estuda as obras e próximos passos para saber os impactos causados pela doença em São Miguel do Oeste.
    Trevisan também confirma que a saúde está empenhada em atender as demandas e cuidar da população, além da implantação da Central de Atendimento da Secretaria de Saúde. Ele comenta que as ações da Secretaria de Assistência Social serão reforçadas afim de atender a população carente.
    O prefeito anunciou também que a administração está preocupada com a situação econômica do município e que para tentar contribuir, está realizando os pagamentos em dia, tanto de pessoal quanto dos empenhos municipais.
                                                    CASOS
    Até o fechamento desta edição no final da tarde de ontem, a Vigilância Epidemiológica Municipal recebeu do Laboratório Central (Lacen), de Florianópolis, o resultado do segundo exame de um paciente suspeito de contaminação pelo Coronavírus no município. O resultado foi negativo para o Covid-19. O exame do primeiro caso suspeito também deu negativo. 
    A Vigilância Epidemiológica aguarda ainda o resultado do exame de outro paciente, que foi coletado na tarde de segunda-feira, 23. O paciente permanece internado em uma unidade hospitalar do município. Até o momento, foram notificados três casos suspeitos de Covid-19 em São Miguel do Oeste. Destes, dois foram descartados e apenas este último caso permanece em investigação. 
    Desde a última sexta-feira, 20, a coleta para exame só é realizada em pacientes considerados graves, com internação hospitalar. Mais de 70 pessoas estão em isolamento domiciliar, por terem apresentado sintomas respiratórios. Por determinação de decreto federal, todas as pessoas que residem com estes pacientes também foram colocadas em quarentena.
    A orientação continua sendo para que todos permaneçam em suas casas, e busquem atendimento médico em caso de febre persistente (24 a 48 horas) e falta de ar. Os riscos de contaminação ainda são significativos.
     

    25/03/2020 Leia...

    -

  • Governo prorroga por sete dias decreto de distanciamento social em SC

    img

    O novo decreto terá validade até a próxima quarta-feira e medidas poderão ser repensadas se houver resultados positivos


    Estado

    Durante entrevista coletiva segunda-feira, 23, o governador Carlos Moisés anunciou também a prorrogação por mais sete dias do decreto que determina o distanciamento social. O novo texto esclareceu dúvidas deixadas no anterior, como quais estabelecimentos podem abrir. O novo decreto terá validade até a próxima quarta-feira, 31.
    "Só iremos conseguir medir o resultado prático do distanciamento social na próxima semana. Portanto iremos prorrogar o decreto por mais sete dias e iremos repensar as medidas conforme o distanciamento for dando resultado", afirmou Moisés.
    Terça-feira, 24, Moisés, juntamente com outros seis governadores do Sul e do Sudeste participou de uma reunião pela internet com o presidente da República, Jair Bolsonaro. O objetivo foi alinhar os repasses para os estados e esclarecer a Medida Provisória (MP) 927, editada pelo presidente que altera regras trabalhistas. 
    No decreto, há autorização para o funcionamento de oficinas e borracharias às margens de rodovias estaduais e federais. Também foi autorizada a comercialização de refeições às margens de rodovias por restaurantes. 

    Secom
    Governador Carlos Moises anunciou a prorrogação de isolamento social em coletiva de imprensa
     

    25/03/2020 Leia...

    -

  • Migueloestino na Itália conta como é viver no epicentro da pandemia

    img

    __________________________
    Entrevista a Edson Fuhrmann
       O engenheiro Victor Barasuol, 37 anos, de São Miguel do Oeste, e a esposa Daliarqui Perez Olmos, 31 anos, venezuelana, residem há seis anos em Gênova, na Itália, epicentro da pandemia de Coronavírus, com milhares de mortos. Victor é pesquisador no Instituto Italiano di Tecnologia e Daliarqui é Engenheira de Automação. Nesta entrevista, Victor conta como é estar no centro da crise mundial da pandemia   
    ------------------------------------------------------------------

    Imagem - Na percepção de vocês, em que ponto da pandemia a população da Itália começou realmente a se preocupar com o Coronavírus?

    Victor Barasuol - Para uma comunidade que nunca teve tal experiência, a preocupação aparece de modo gradativo. Para nós aqui em Gênova, acredito que a preocupação se tornou relevante após umas duas a três semanas dos primeiros casos. Tudo gira em torno do quanto as pessoas pensam que o vírus é agressivo e o quanto ele pode estar próximo. Como todos acreditamos, os meios de comunicação são fundamentais nessas horas. Infelizmente, muitos deles acabam caindo na mesmice de apenas repetir a estatística (número de casos e mortes) em vez de trazer discussões frutíferas para que os cidadãos tomem atitudes sensatas e condizentes. Acredito que a verdadeira preocupação para a maioria dos Italianos começou quando governo decretou a paralisação de todas as atividades não essenciais. Foi quando a ficha caiu para muitos.

    Imagem - Agora com as medidas restritivas de circulação, as pessoas estão obedecendo?

    Victor Barasuol - Acreditamos que a grande maioria está obedecendo (podemos falar com propriedade do que acontece em Gênova). A polícia patrulha a cidade, solicita a apresentação de um documento chamado Autodichiarazione. Tal documento deve ser impresso e preenchido com informações relativas à motivação do deslocamento, a origem da partida (geralmente a sua residência) e ao destino (geralmente o supermercado ou trabalho). A não apresentação de tal documento pode resultar em multa ou prisão. 

    Imagem - Já existem problemas de abastecimento em supermercados e farmácias?

    Victor Barasuol - Não existe e nunca houve. Desde o início da quarentena, ficou claramente dito que todos os setores essenciais, aqueles relacionados ao fornecimento de alimentos e medicamentos, continuariam suas atividades normalmente. Ao contrário do que a população poderia pensar, alguns mercados ainda prolongaram a faixa de horário de trabalho para diminuir a concentração de pessoas ao longo do dia. 

    Imagem - Na questão do medo da doença, como está sendo? 

    Victor Barasuol - Confesso que nos preocupamos, mas não temos medo. Principalmente pelo fato de não fazermos parte do grupo de risco. Às vezes nos preocupamos um pouco mais, quando vemos pessoas demasiadamente preocupadas ao nosso redor. Com máscara, luvas, se movimentando rápido de um local para outro. É normal você se pergunta: será que não estou sabendo de alguma coisa? Nessas horas, a melhor coisa é a informação. Se temos que nos desesperar, que seja por um motivo claro. Porque, dentro de casa, um desesperado não serve pra nada. Imagina dois. 

    Imagem - Vocês têm contatos com outros brasileiros que residem na Itália? Como estão os demais?

    Victor Barasuol - Acho que nunca tivemos tanto contato com outros brasileiros como agora. Hoje em dia, o Whatsapp é uma ferramenta de muita companhia colocando todos em uma sala virtual. Felizmente, os nossos brasileiros que conhecemos aqui na Itália estão todos bem. Com certeza os brasileiros que vivem na região da Lombardia, a mais crítica de todas, devem estar passando por maus bocados. O verdadeiro drama causado por essa epidemia, do desconforto à tristeza, não é visto de dentro das nossas casas. Ele é visto de dentro dos hospitais que concentram o produto desse contágio.


    Imagem - Há algum tipo de discriminação contra os imigrantes em função da escassez de atendimentos na saúde?

    Victor Barasuol - Até o presente momento não vimos nem ouvimos nenhuma informação do gênero.

    Imagem - Como vocês estão lidando com a crise? Há momentos de muito medo, insegurança?

    Victor Barasuol - Eu trabalho em um instituto de pesquisa majoritariamente público e não tivemos nenhum tipo de aceno sugerindo corte no quadro de funcionários. No meu setor, talvez a crise tenha impacto nos investimentos relativos ao orçamento de 2021 e de longo prazo. Não acredito que pessoas sejam demitidas, mas caso ocorram cortes em orçamentos futuros, haverá uma redução no número de novos contratos. De casa, consigo realizar 70% das minhas atividades usando chamadas em teleconferência. No caso da Daliarqui, a situação é bem incerta. Ela é engenheira de automação em uma empresa que fornece serviço de consultoria. Consegue trabalhar pouco de casa, pois a empresa limita bastante as atividades que podem ser feitas remotamente. Ela conta que alguns estagiários já foram desligados. Por enquanto não se tem ideia do que pode acontecer, mas a preocupação é grande caso a quarentena se prolongue por muito tempo. 

    Imagem - As embaixadas do Brasil estão trabalhando para repatriar os brasileiros. Vocês pretendem retornar em breve?

    Victor Barasuol - Tenho muito desejo de retornar ao Brasil. Quem sabe um dia para São Miguel do Oeste, para perto da família e dos velhos amigos. A Daliarqui já conheceu o Brasil e sempre se sente em casa quando passamos um tempo lá. Porém, atualmente temos a intenção de permanecer mais algum tempo por aqui.

    Imagem - Vocês devem estar acompanhando as notícias do Brasil em relação à pandemia. Vocês acham que a situação aqui pode chegar ao nível da Itália?    

    Victor Barasuol - Acreditamos que a situação pode ficar muito pior. O governo, por escassez de recursos ou estratégia, está faltando com uma das ações de contenção da epidemia mais importantes: realizar testes em massa para identificar e isolar (colocar em quarentena domiciliar) os infectados. Espero que isso mude. Gostaria de salientar um ponto de vista pessoal relacionado a pergunta: não acredito que seja coerente que as pessoas analisem a situação e se preocupem olhando a estatística nacional. O Brasil tem dimensões continentais, com muitos focos, e por esses e outros motivos relacionados à estrutura sanitária tem grandes chances de superar a Itália. Porém, cada região haverá a sua dinâmica. Santa Catarina teve uma medida de quarentena que pareceu mais precoce do que a da Itália e acredito que isso fará muita diferença para o achatamento da curva. São Miguel do Oeste entrou em quarentena sem nenhum caso positivo e a população migueloestina deve lembrar deste fato para gerenciar bem os recursos e as ações coletivas. É um momento que devemos nos unir, utilizar os meios digitais com sabedoria, seguir as normas básicas para evitar a contaminação, e sobretudo, cuidar dos nossos velhinhos. 

    Legenda: Apesar da situação na Itália, Victor e Daliarqui 31 anos, pretendem permanecer no país 

    25/03/2020 Leia...

    -

  • Hospital Regional de São Miguel do Oeste repassa orientações sobre o coronavírus


    O Hospital Regional Terezinha Gaio Basso de São Miguel do Oeste – Instituto Santé informa que segue planejamento para o atendimento em caso de ocorrência coronavírus (Covid-19) e está em constante contato com órgãos municipais e estaduais para ações em conjunto. O fluxo de atendimento é orientado pelo Ministério da Saúde e conforme a performance do coronavírus na região, novas medidas serão adotadas. 

     

    Algumas orientações já estão sendo aplicadas e pede-se a compreensão para a segurança dos pacientes e população em geral: 

    - Minimize a troca de acompanhantes no Hospital; 

    - Faça visita aos pacientes somente se necessário; 

    - Se estiver doente, evite contato físico com outras pessoas e aguarde a melhora em segurança, no seu lar; 

    - Procure o atendimento do Hospital somente se necessário. Ao apresentar sintomas graves, estaremos preparados para lhe atender; 

    - Sem pânico! Confie nas entidades públicas de saúde e siga as orientações repassadas; 

    - Sem notícias falsas! Não compartilhe informações sem a certeza que a fonte é de confiança. Procure o canal "Saúde sem Fake News", no endereço saude.gov.br/fakenews e confirme se a notícia é verdadeira;

    - Lave as mãos com frequência, com água e sabão ou então esfregue-as com álcool em gel 70%;

    - Ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço descartável ou com o braço, e não com as mãos;

    - Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas. Ao tocar, lave sempre as mãos como já indicado;

    - Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas, pratos e copos;

    - Evite aglomerações e mantenha os ambientes ventilados;

    - Cuidado com os idosos! Pessoas com mais de 60 anos fazem parte dos grupos de risco. Evite visitá-los em caso de suspeita de qualquer doença respiratória.

    22/03/2020 Leia...

    -

  • Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe inicia nesta segunda-feira

    img

    A Secretaria de Saúde criou um cronograma de vacinação para as comunidades do interior a fim de evitar aglomerações

    A Secretaria de Saúde criou um cronograma de vacinação para as comunidades do interior a fim de evitar aglomerações

    A Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe (Influenza) foi antecipada neste ano por causa da pandemia do coronavírus. A campanha inicia do país todo na segunda-feira, 23 de março e nessa primeira etapa irá imunizar somente os profissionais de saúde e pessoas com mais de 60 anos.

    A segunda fase será a partir do dia 16 de abril e vai atender professores, profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais. Já a terceira fase da vacinação irá iniciar no dia 9 de maio contemplando crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), indígenas, adolescentes e jovens do sistema socioeducativo, presos, funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos de idade.

    A Secretaria de Saúde de Descanso criou um cronograma de vacinação para evitar aglomerações de pessoas, dessa forma, serão realizadas as vacinas em cada comunidade de acordo com o seu ESF. “Pedimos a todos os idosos que compareçam nas datas e horários marcados e não criem grupo de conversas, orientamos que cada um faça a vacina e volte para casa. Precisamos da compreensão e colaboração de todos para que sigam as orientações”, comenta o secretário de Saúde, Cleber Rech.

    EFS 1

    Segunda-feira 23/03

    09h00 - Linha Cruzinhas

    13h30 - Linha Colorado

    14h30 - Linha Alegre

    15h45 – Linha Santo Expedito

     

    Terça-feira 24/03

    8h00 - Linha Barra do Veado

    9h00 - Linha Santa Lúcia

    10h00 - Linha Sanga Curta

    13h30 - Linha Bela Vista Durigon 

    14h30 - Linha Famoso

     

    Quarta, quinta e sexta-feira (23, 24 e 25 de março)

    Serão vacinados, ao lado do ginásio do Bairro Jaroseski, idosos do centro da cidade, área industrial Bela Vista.

     

    ESF 2

    Segunda-feira 23/03

    13h30 - Bairro Antonio Rech

     

    Terça-feira 24/03

    13h30 - Linha Pratinha

    15h00 - Linha Cachoeirinha (os idosos da Linha Hervalzinho devem se deslocar para receber a vacina na Lª Cachoeirinha)

     

    Quarta-feira 25/03

    13h30 - Linha Gaúcha

    15h00 - Linha Leste

     

    ESF 3

    Segunda-feira 23/03

    8h00 às 11h30 e 13h30 às 16h00 - Distrito de Itajubá

     

    Terça-feira 24/03 

    08h00 às 11h00 - Linha Campinas

    13h30 às 16h00 - Linha Jorge Lacerda

     

    Quarta-feira 25/03

    08h00 às 12h00 - Linha São Valentim

     

    Quinta-feira 26/03

    08h00 às 11h00 e das 13h30 às 16h00 - Linha Jorge Lacerda e Linha Campinas

     

    Sexta-feira 27/03

    A partir das 08h00 - Distrito de Itajubá (atendimento domiciliar para idosos acamados)

    20/03/2020 Leia...

    -

  • Confirmado primeiro caso de dengue em Descanso


    Conforme o setor de Vigilância Epidemiológica foi confirmado o primeiro caso de dengue em Descanso, trata-se de um paciente que foi infectado fora do município.  Com isso, o setor de epidemiologia orientou e esclareceu via telefone sobre os cuidados que devem ser seguidos para evitar a disseminação da doença, inclusive uma das medidas é permanência do indivíduo em seu domicílio. Por precaução o paciente será monitorado por meios não presenciais.

    De acordo com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Descanso, Edilene Lorenski, Descanso tem 145 focos do mosquito Aedes aegypti. “Os focos continuam aumentando e precisamos que a população fique atenta para as medidas preventivas que consistem na eliminação de qualquer possível criadouro (local que acumule água) do mosquito transmissor da doença. É necessário tomar os cuidados básicos e se conscientizar, evitar água parada em qualquer local em que ela possa ficar acumulada, manter calhas limpas e niveladas, caixas d’água bem vedadas, evitar acumulo de lixo no quintal”, destaca.

    O Secretário de Saúde Cleber Rech, incentiva a população para aproveitar o momento para avaliar seu imóvel e eliminar todo e qualquer possível criadouro do mosquito Aedes aegypti, já que devido a situação do Coronavírus todos devem permanecer em suas residências.

    19/03/2020 Leia...

    -

  • Prefeito assina convênio de R$ 200.000,00 para saúde

    img

    Na última sexta-feira, 13, o Prefeito de São José do Cedro Plinio de Castro assinou um convênio no valor de R$ 200.000,00 para a saúde.

    O convênio foi assinado junto ao Núcleo de Gestão de Convênios em São Miguel do Oeste.

    Segundo o Prefeito, o valor é destinado ao custeio e manutenção da Secretaria Municipal de Saúde, como por exemplo, na compra de combustível para ser utilizado pelos veículos da secretaria no transporte de pacientes para atendimento fora do domicílio. 

    Plinio destaca que a finalidade deste tipo de convênio é melhorar e garantir o atendimento a pacientes cedrenses no transporte para unidades de referência em média e alta complexidade.

    16/03/2020 Leia...

    -

  • CIÊNCIAS CONTÁBEIS FAZ A FESTA EM LINDA FORMATURA NO CLUBE IMIGRANTES

    img

    O curso de Ciências Contábeis da UCEFF Itapiranga formou mais uma turma neste final de semana (14/3) em linda festa no Clube Imigrantes. Os formandos contrataram a empresa a A1 Formaturas de Pato Branco, responsável pela organização e registros em foto e vídeo. Já o jantar foi servido pela equipe do Restaurante Manchini seguido do tradicional baile de formatura animado pela dupla Jorge e Léo.

     

    Os acadêmicos, durante seu discurso, lembraram da trajetória na Instituição. "Há pouco mais de quatro anos iniciamos uma jornada, até então, com muitos rostos desconhecidos, meio assustados, mas, todos buscaram a UCEFF, FAI Faculdades na época, com um propósito, o de cursar Ciências Contábeis. (...) Nós sabemos o que passamos durante esses quatro anos de faculdade. Não foram dias tão fáceis, houve renúncias, estresse, vontade de desistir, principalmente nesse último ano, não é mesmo? Com o tão temido TCC, que depois vimos que não era tão temido assim. Mas também, houve muita risada, muito companheirismo, amizade e comprometimento. É colegas, chegou o nosso dia. Como esperamos por esta data, não é mesmo? Mas precisamos ter em mente que a formatura não é o fim, e sim, um começo de uma nova jornada em busca de novos desafios e objetivos, pois a partir de agora, somos os profissionais que irão exercer a nossa profissão com dedicação, responsabilidade e competência, respeitando sempre as normas profissionais e éticas, buscando o desenvolvimento da sociedade e progresso do nosso país, tudo isso, seguindo o nosso juramento recentemente citado. É amigos, possuímos uma nobre missão na sociedade. No dia de hoje, temos a sensação do dever cumprido e a plena consciência de que o nosso futuro está apenas começando. Mais do que um diploma, hoje recebemos todo o reconhecimento de anos de luta e tentativas para chegar ao nosso sonho", destacaram.

     

    Já o paraninfo, professor Cristian, passou sua mensagem aos afilhados citando uma entrevista do escritor espanhol Javier Marías. "Caminhada que, assim espero, persistirá com os nossos filhos e com os nossos afilhados. A chama, a luz que nos revela o tamanho da escuridão tem significado essencial para quem se dedica ao estudo e ao ensino – como o fizerem estes maravilhosos formandos de hoje, que muito se dedicaram durante quatro longos anos. A cerimônia de hoje é a prova de sua dedicação, de seu comprometimento, do seu envolvimento com o curso de Ciências Contábeis – e só quem passou por isto sabe do que estou falando. O conhecimento e a sabedoria residem, dentre outras coisas, em não temer jamais o fracasso, aliás, saibam: o sucesso é muito mais perigoso que o fracasso, traz mais responsabilidade, mais dificuldade e mais expectativa. Por isso meus afilhados, não se escondam atrás das dificuldades e não esperem que as oportunidades caiam no colo. Aproveitem as oportunidades e adaptem-se à realidade, sem mudar ao sabor do vento", aconselhou o professor.

     

    O pró-reitor administrativo, professor Cleonir Theisen, agradeceu pela escolha da formação acadêmica na UCEFF. "Vivemos uma evolução muito grande na tecnologia da informação, o que mudou muito a forma de atuação do profissional da área contábil, o surgimento do projeto Sped foi um divisor de águas na forma como devem ser conduzidas as operações e os controles em diversos níveis dentro das empresas e isso fez com que houvesse uma evolução mais consistente na nossa área nos últimos 15 anos. Deixamos de ser meros digitadores e emissores de guias, perdemos o apelido de “guarda livros” e hoje somos profissionais essenciais para o sucesso dos negócios. E eu acredito que muita evolução ainda está por vir, cada vez mais seremos pagos para pensar os negócios junto aos administradores e menos para fazer atividades operacionais pois estas devem ser totalmente automatizadas nos próximos anos. Vocês tiveram uma formação diferenciada, o curso de ciências contábeis da UCEFF Itapiranga teve o segundo melhor conceito contínuo do estado de Santa Catarina no último Enade. Parabéns a vocês alunos, coordenação e professores. Somos o segundo melhor curso de ciências contábeis em santa catarina, segundo o Enade", comemorou Cleonir. 

     

    A cerimônia foi presidida pelo pró-reitor administrativo, professor Cleonir Theisen, e acompanhada da coordenadora do curso de Ciências Contábeis e professora homenageada Rosiane Oswald Flach; o paraninfo da turma, professor Cristian Samuel Wandscheer; o patrono da turma, professor Vilson Söete; amigos da turma, professores Éder Luis Heberle e Adilson José Fabris; e o representante do Conselho Regional de Contabilidade, delegado regional Regis Berwanger. O juramento foi proferido pela formanda Ana Luisa Mallmann, enquanto a oratória ficou por conta da dupla Daiane Gabriel e Kilian Vogt, que também recebeu o prêmio de Mérito Acadêmico, pois obteve a melhor média geral da turma.

     

    Colaram Grau: Adélio Ruscheinsky, Ana Luisa Berwanger Mallmann, Daiane Gabriel, Darlan Sehn, Fernanda de Deus Rodrigues, Gabriele Kloh, Karen Camila Birck, Kilian Vogt e Vanessa Mallmann

     

    16/03/2020 Leia...

    -