Últimas POLÍTICA

  • Em clima brando, candidatos debatem no projeto “Voz Única”

    img

    Evento realizado na noite de quinta-feira, no Clube Comercial, foi organizada pela Facisc, Acismo e Jesmo

    A Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), a Associação Empresarial de São Miguel do Oeste (Acismo) e o Núcleo dos Jovens Empreendedores realizaram na noite de quinta-feira, 15, o Projeto Voz Única. O evento reuniu os quatro candidatos a prefeito e seus vices em um debate, mediado pelo o diretor executivo da Facisc, Gilson Zimmerman. O debate foi “morno”, sem nenhum embate mais acirrado entre os candidatos. As questões abordaram assuntos como infraestrutura, educação, desenvolvimento econômico, saúde e educação.

    O presidente da Acismo, Cesar Signor, considerou o debate de suma importância para levar até os cidadãos as propostas de governo. “Precisamos de propostas palpáveis, para que dentro dos próximos quatro anos o município possa crescer e se desenvolver. E que nós eleitores tenhamos consciência em escolher as pessoas corretas e no futuro poder cobrar”, manifestou na abertura do evento.

    As manifestações dos candidatos iniciaram com a rodada de apresentação. Airton Fávero (PMDB), Cris Zanatta (PSDB), José Carlos Gerhardt (PDT) e Wilson Trevisan (PSD) puderam falar sobre a sua experiência de vida, a trajetória na política e o caminho até a candidatura a prefeito. Cada candidato teve três minutos para a sua apresentação.

    A primeira pergunta respondida pelos candidatos se referia ao programa DEL, desenvolvido pela Facisc, que visa potencializar a gestão do município, principalmente por trabalhar com objetivos de longo prazo que vão além do período de gestão previsto para os cargos. Os candidatos foram questionados então sobre o interesse em implantar esse modelo para contribuir com a gestão e crescimento do município.

    Na segunda rodada, cada candidato manifestou sua opinião sobre os pleitos da Acismo, contidos no documento entregue a cada um deles. Nos pleitos, podem ser citadas questões das condições das rodovias, do aeroporto de São Miguel do Oeste, de estacionamento, desenvolvimento econômico, entre outros. Na terceira rodada, cada candidato pode realizar uma pergunta ao outro candidato sobre qualquer tema.

    Na quarta rodada, cada candidato a prefeito sorteou sua própria pergunta entre quatro envelopes lacrados, que continham perguntas dos temas saúde, educação, segurança pública ou infraestrutura. Perguntas dos mesmos temas também foram respondidas pelos candidatos a vice na sexta rodada do debate. A apresentação dos vices Claudete Fabiani (PMDB), Idemar Guarasi (PR), Irton Lamb (PDT) e Alfredo Spier (PP) ocorreu na quinta rodada. As perguntas do público foram feitas aos candidatos na sétima rodada. Cerca de 400 pessoas compuseram a plateia que prestigiou o debate.

    23/09/2016 Leia...

    -

  • Coligação “Juntos por São Miguel” intensifica o corpo a corpo

    img

    São Miguel do Oeste

     

    Os candidatos à majoritária pela coligação “Juntos por São Miguel” (PSDB/PR/PT), Cris Zanatta e Idemar Guaresi, além dos postulantes ao cargo de vereador, dedicam este período da campanha para visitas a moradores, empresas e entidades e também para gravações de programas eleitorais. “Estamos levando nossas propostas aos eleitores, apresentando nossa vontade de fazer mais pelo município, de implantar um choque de gestão e modernizar a administração pública", ressalta Cris Zanatta.

    A campanha deve se intensificar amanhã, quinta-feira, 15, quando está prevista a apresentação das propostas durante o Projeto Voz Única, no Clube Comercial. A candidata da coligação Juntos por São Miguel também já confirmou presença nos dois debates a serem realizados pelas emissoras de rádio de São Miguel do Oeste. "Nessa conversa corpo a corpo com os migueloestinos ouvimos seus anseios, as dificuldades que eles enfrentam, e percebemos no eleitor esse sentimento e essa vontade de renovação", acrescenta Cris.

    15/09/2016 Leia...

    -

  • Para não comprometer a chapa, Gica pede para sair

    img

    A coligação “Por um bom caminho” anunciou sábado a troca do vice na chapa. Sai Gilmar Baldissera e entra Alfredo Spiers, também do PP

    São Miguel do Oeste

     

     

    A Coligação “Por um bom caminho” (PSD/PP/PCdoB/PSB/PSC/PPS) reuniu a imprensa na manhã de sábado para anunciar a troca do candidato a vice na chapa liderada por Wilson Trevisan (PSD). Alfredo Spier (PP) é o novo candidato em substituição a Gilmar Baldissera, o Gica (PP). A decisão de abandonar a candidatura partiu do próprio ex-prefeito, que teve a candidatura impugnada pela Justiça Eleitora, após denúncia do Ministério Público, que o considera inelegível até 2020.  

    A pena de inelegibilidade acabou em 2012, entretanto, em 2010, foi aprovada a Lei da Ficha Limpa, a qual estabelece que para alguns crimes, a exemplo dos que teriam sido praticados por Gica, seriam somados mais oito anos de inelegibilidade após o cumprimento da sentença inicial. Gica recorreu da decisão em primeira instância, apresentou defesa ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Entretanto, até a semana passada, a defesa nem havia ainda sido protocolada.

    Diante disso, Gica resolveu renunciar à candidatura para que a coligação como um todo não acabasse penalizada no caso de uma condenação também no TRE, ou mais tarde no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No caso da coligação sair vitoriosa nas eleições, a chapa seria cassada e assumiria o candidato que obtivesse o segundo lugar. Segundo Gica, seria um risco muito grande. Para manter a coligação no mesmo formato, a opção foi deixar a vaga de vice-prefeito com o PP, sendo Alfredo Spies, que era candidato a vereador, escolhido. Com isso, abriu-se uma nova vaga para candidato a vereador na coligação.

    Na coletiva, Wilson Trevisan assegura que não haverá prejuízo eleitoral com a troca do vice. Segundo ele, a coligação liderada pelo PSD está bem a frente das demais chapas. Ele ressalta também as qualidades de Alfredo Spies, que é administrador e advogado e desempenhou cargos na prefeitura, tendo experiência administrativa. “Poderíamos até encontrar outro nome com competência igual a do Alfredo, mas melhor, eu tenho certeza que não”, garantiu. 

    Na oportunidade, Trevisan anunciou que Gica assumia naquele momento a coordenação da campanha e assegurou também a participação dele no governo, no caso de vitória. 

    15/09/2016 Leia...

    -

  • “A campanha eleitoral deve transcorrer sem alterar a rotina”, diz juiz eleitoral

    img

    São Miguel do Oeste

     

    Em entrevista ao jornal Imagem o juiz eleitoral da 45ª Zona, Crystian Krautchychyn disse que o processo eleitoral de 2016 está transcorrendo normalmente e não houve nenhum tipo de sem problema até o momento. Ele recomenda, no entanto, a fiel observação da legislação eleitoral que norteia o processo que irá definir os gestores legisladores para os próximos quatro anos sob pena de terem as suas aspirações frustradas na Justiça Eleitoral. O juiz pontua que a eleição não deve interferir na rotina da cidade.

    Sobre os cuidados a serem observados, em especial à campanha agressiva, é o não constrangimento do eleitor, entre eles a abordagem em locais públicos, e danos ao patrimônio público. “Estabelecimentos comerciais, mesmo sendo privados, são de circulação do público em geral”, explica.

    Krautchychyn também lembra que em comícios, carros de som e fechamento de ruas devem ser observadas as normas em vigor, com o  prevalecimento do bom senso para não atrapalhar ou impedir a rotina normal da população. Sobre adesivos em veículos, ele observa que os tamanhos não podem ser sobrepostos. Ou seja, não se pode colocar vários adesivos de tamanho regulamentar no mesmo carro.

     

    26/08/2016 Leia...

    -

  • Primeiro debate da Rádio Peperi acirra disputa política

    img

    Mediado pelo jornalista Marcos Meller, os quatro candidatos debateram por duas horas os planos e propostas para a administração municipal

    São Miguel do Oeste

     

    A Rede Peperi de Comunicação iniciou sábado, 20, o roteiro de debates entre os candidatos a prefeito da região nos municípios de abrangência das emissoras de rádio da Rede. Em São Miguel do Oeste, o debate aconteceu na manhã de sábado, às 8h e, apesar da chuva, a rua em frente à Rádio Peperi recebeu militantes ou simpatizantes dos candidatos Wilson Trevisan (PSD), Criz Zanatta (PSDB), Carlinhos Gerhardt (PDT) e Airton Fávero (PMDB). O público pôde acompanhar o programa realizado no estúdio de vidro.

    Mediado pelo jornalista Marcos Meller, os quatro candidatos debateram por duas horas os planos e propostas para a administração municipal. O debate foi dividido em quatro blocos. No primeiro, os candidatos se apresentaram e responderam por que querem governar São Miguel do Oeste. Em seguida, discorreram sobre temas sorteados por eles próprios. No segundo, terceiro e quarto blocos, os candidatos responderam a questionamentos mútuos. Para encerrar, cada um fez suas considerações finais.

    A candidata do PSDB, Cris Zanatta, foi a que mais partiu pro ataque. Ela criticou candidato do PMDB, Airton Fávero, por prometer reduzir a máquina administrativa e não fazer isso enquanto foi secretário do governo de João Valar. Ele respondeu que o atual governo é formado por vários partidos e a conjuntura levou o Executivo a acomodar todas siglas que integram a coligação.  Fávero citou que a sua candidatura tem apenas um partido e, em caso de vitória, isso vai permitir a redução de secretarias e dos cargos políticos indicados.   

     Já o candidato do PDT, Carlinhos Gerhardt, questionou os investimentos do Estado em saúde e educação no município. Gerhardt perguntou para o candidato do PSD, Wilson Trevisan, que importância o Estado dá para os dois setores.  Trevisan, que já foi secretário regional, respondeu que o governo jamais investiu tanto em saúde e educação, citando o exemplo do Hospital Regional e o setor de Oncologia.  Na réplica, Gerhardt criticou a demora das obras do colégio São Miguel e da própria Oncologia, citando que seria melhor repensar os investimentos e dar prioridade para saúde e educação. 

    26/08/2016 Leia...

    -

  • Justiça Eleitoral analisa pedido de impugnação de Gica

    img

    O pedido contra o candidato a vice na chapa de Wilson Trevisan foi protocolado pelo promotor eleitoral Cyro Guerreiro Júnior, o qual sustenta que Gilmar Baldissera está inelegível até 2020

    São Miguel do Oeste

     

    O promotor de justiça eleitoral da Comarca de São Miguel do Oeste, Cyro Guerreiro Júnior, pediu à Justiça Eleitoral a impugnação do registro da candidatura a vice-prefeito de Gilmar Baldissera (PP), o “Gica”, na chapa encabeçada pelo candidato a prefeito Wilson Trevisan (PSD). A notificação foi feita à coligação “Por um Bom Caminho” (PSD-PP-PSB-PSC-PCdoB-PPS) no domingo, 21. A partir da notificação, são contados sete dias para apresentar contestação.

    O pedido do Ministério Público foi baseado em uma condenação sofrida por Baldissera em 2007 em última instância. A condenação é relativa a processo quando ele foi prefeito do município de 1997 a 2000 e se refere ao não pagamento de salários a funcionários públicos que, na época, foram exonerados, mas conseguiram na justiça o direito de serem reintegrados. Diante disso, o Ministério Público Eleitoral entende que Gica permanece inelegível até o dia 19 de março de 2020, em virtude da condenação datada de 2007.

    Segundo o promotor em suas alegações, dentre as sanções aplicadas também foi fixada a inabilitação para ocupar cargos públicos por um período de cinco anos, o qual teria vigorado até 19/03/2012. O promotor de justiça argumenta, contudo, que a Lei Complementar nº 64/90, estabelece que são inelegíveis para qualquer cargo os que forem condenados em ação transitada em julgado ou proferida por órgão colegiado, desde a condenação até o transcurso do prazo de oito anos após o cumprimento da pena pelos crimes contra a economia popular, a fé pública, a administração pública e o patrimônio público.

    Na visão do Ministério Público, além da condenação de cinco anos fixados na sentença, Gilmar Baldissera continua inelegível pelo prazo de oito anos após o cumprimento da pena imposta pela sentença penal condenatória que expirou em 19 de março de 2012. “Ainda se encontra em trânsito o período de inelegibilidade do impugnado, que perdurará até 19 de março de 2020, o que afasta a sua capacidade eleitoral para o pleito que se aproxima”, sustenta Guerreiro.

    O caso agora está nas mãos do juiz eleitoral Crystian Krautchychyn, que deverá tomar um posicionamento assim que for apresentada a defesa. Caso a defesa seja indeferida, a Lei estabelece que a coligação terá prazo de até 10 dias para indicar um outro vice na chapa, podendo ser de qualquer partido coligado e sob aprovação da coligação, com prazo de 20 dias antes das eleições.

    Após o pedido de impugnação, Gica disse que o partido está apresentando a defesa e, caso não seja acatada pela Justiça Eleitoral em primeira instância, irá recorrer ao Tribunal de Justiça do Estado. Por enquanto, segundo ele, a campanha da coligação “Por um Bom Caminho” segue normalmente.

     

    26/08/2016 Leia...

    -

  • Depois de 13 anos, Conselho da Juventude é implantado

    img

    Florianópolis

     

    Uma luta de 13 anos dos movimentos de jovens de Santa Catarina resultou, na noite de quarta-feira, 20, na implantação oficial do Conselho Estadual da Juventude. A solenidade aconteceu no Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC),e reuniu conselheiros eleitos, suplentes, representantes da Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Habitação, além do deputado Padre Pedro Baldissera, autor do lei que autorizou a criação do conselho e responsável pelos debates que envolveram mais de mil jovens na discussão da proposta que criou o órgão.   

    O Conselho garante participação de jovens de diversos setores na definição de políticas públicas dirigidas à população de 16 a 29 anos. A Lei 16.865, aprovada em 12 de dezembro de 2015 e sancionada em janeiro de 2016, traz as regras para atuação do Conselho. Em cinco audiências públicas presididas por Padre Pedro, em 2013, movimentos de juventude das principais regiões do Estado apresentaram mudanças ao projeto 284/2013, que resultou na lei, no entanto, várias não foram acatadas.

    28/07/2016 Leia...

    -

  • Tucanos definem Cris Zanatta Massaro como pré-candidata à prefeita

    img

    Houve a consulta aos pré-candidatos a vereador e aos demais filiados do PSDB no município e a escolha do nome de Cris ocorreu por aclamação

    São Miguel do Oeste

     

    Uma reunião da Comissão |Provisória do PSDB de São Miguel do Oeste, na noite de segunda-feira, 25, na sede do Sindicato dos Bancários, definiu o nome de Cris Zanatta como pré-candidata do partido à prefeitura. Houve a consulta aos pré-candidatos a vereador e aos demais filiados do PSDB no município e a escolha do nome de Cris ocorreu por aclamação.

    “Tivemos uma participação efetiva dos tucanos de São Miguel do Oeste e o nome da Cris foi escolhido de forma democrática. É uma definição histórica para São Miguel do Oeste, que nunca teve uma mulher concorrendo à prefeitura, e também para o PSDB, que pela primeira vez irá encabeçar uma chapa majoritária no município”, destacou o secretário-geral do PSDB, Hugo Erno Lang.

    Além da escolha do nome da pré-candidata à prefeitura, a reunião da executiva tucana também tratou sobre as possíveis coligações com outras siglas. Os participantes ouviram as possibilidades e opinaram sobre as tratativas existentes até o momento. “Demos ciência de todas as possibilidades a todos, e agora as negociações terão prosseguimento e deverão avançar nos próximos dias”, completou Lang.

    28/07/2016 Leia...

    -

  • Deputado quer urgência na implementação do reajuste do Salário Mínimo Catarinense

    img

     

    Florianópolis

      

    O deputado estadual Dirceu Dresch (PT) está solicitando urgência ao Poder Executivo no envio do projeto de lei complementar que reajuste o salário mínimo catarinense. O processo de negociação entre representantes do setor patronal e as federações dos trabalhadores, encerrado na semana passada, resultou em um acordo que garante o aumento com base na inflação de 2015, que foi de 11,28%.

     Com a finalização do processo de negociação, é preciso que o Legislativo homologue esse acordo por meio da aprovação do projeto de lei complementar que precisa ser enviado pelo executivo. "Acompanhamos de perto, foi uma negociação difícil, não permitiu um ganho real acima da inflação, mas com certeza foi o melhor possível devido ao cenário político e econômico do estado e do país”, diz Dresch. 

    01/04/2016 Leia...

    -

  • Aprovado requerimento de Maldaner que solicita urgência para o PL 6.459


    Brasília


         O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou na noite de segunda-feira, 21, requerimento de autoria do deputado federal Celso Maldaner (PMDB-SC) solicitando urgência na apreciação do Projeto de Lei 6.459/2013, que dispõe sobre os contratos de integração. O PL estabelece condições, obrigações e responsabilidades nas relações contratuais entre integrados e integradores. Segundo o deputado, hoje os produtores afirmam que o modelo vigente não garante uma remuneração justa, já que o pagamento é submetido a tabelas de eficiência que não condizem com a realidade. “O objetivo da legislação é justamente deixar bem claros todos os detalhes relativos a esta parceria, para que nenhuma das partes se sinta prejudicada", explica Maldaner. 

    01/04/2016 Leia...

    -

  • Vereadores prestam homenagem ao Procon e criticam fim de convênio


    São Miguel do Oeste

     

    Os nove vereadores de São Miguel do Oeste prestaram homenagem à Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) pelo trabalho na defesa dos direitos do consumidor. A moção de aplauso foi apresentada na noite desta terça-feira (22), durante sessão ordinária do Legislativo, e homenageou o coordenador do órgão, Leonardo Cima, o atendente Valmor Adão Povala, a fiscal tributária Ivete Peiter de Ramos, demais servidores e também membros do Conselho Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor. 

    Valmor Povala, em sua manifestação, explanou sobre as funções do Procon, ressaltando que é um órgão destinado à proteção e à defesa dos direitos e interesses dos consumidores, acompanhando e fiscalizando as relações de consumo. Segundo Povala, o Procon atende em média 500 consumidores por mês, seja via telefone, e-mail ou presencial. Ele pediu que os vereadores e o Poder Executivo dessem atenção especial ao órgão, pois, se for fortalecido e bem treinado, será mais eficiente e ágil no atendimento das demandas do nosso povo. 

    O atendente do órgão disse que o Procon passou por um período turbulento com o rompimento do convênio, e que por ordenamento do Executivo, hoje o atendimento ocorre apenas para cidadãos de São Miguel do Oeste e consumidores que adquirem produtos no comércio local. 
    Idemar Guaresi (PR) se manifestou questionando os motivos do rompimento do convênio com a Unoesc, ressaltando que durante a vigência dessa parceria o município não precisava custear o salário do coordenador do órgão. Valnir Scharnoski (PSD) disse que estranha a dispensa de um serviço gratuito, “mas se o município acha que pagar é melhor, eu não entendo essa receita”. 

    Já a presidente da Câmara, Cris Zanatta Massaro (PSDB), ressaltou que faltam servidores para atender no órgão e que com o encerramento do convênio e designação de um profissional concursado o problema de falta de profissionais permanece.

    01/04/2016 Leia...

    -

  • Mudança no critério de seleção de bolsa de estudo beneficia filhos de agricultores

    img

    Estado

     

    Uma mudança no critério de seleção de bolsas de estudos (Artigo 170) em Santa Catarina beneficiará filhos de agricultores em todo o Estado. Desde 2015, as instituições de ensino passaram a avaliar a renda líquida dos trabalhadores rurais que antes só consideravam as notas fiscais da renda bruta familiar e não a situação de lucro real do agricultor. O deputado federal Valdir Colatto (PMDB/SC) auxiliou no processo e comemorou a mudança do critério.

    As novas orientações são avalizadas pela Diretoria de Ensino Superior da Secretaria de Estado da Educação que recomenda às Comissões Técnicas de Seleção que façam a dedução do custo de produção das atividades desenvolvidas pelo agricultor com base na tabela da Epagri/Cepa ou no artigo 5º da Lei 8.023/1990 que trata sobre os resultados das atividades rurais (Imposto de Renda), a fim de que seja calculado o índice de carência dos estudantes filhos de agricultores para o processo de seleção de bolsa de estudo.

    01/04/2016 Leia...

    -

  • Sinte acusa governo de ter “comprado” aprovação de projeto

    img

    A denúncia foi feita pela coordenadora regional do Sindicato, mas líder do governo na Assembleia contesta

    Região

     

    A coordenadora regional do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos Educacionais de Santa Catarina (Sinte), Sandra Zawaski, acusou esta semana o governo do Estado de liberara recursos de subvenções a deputados em troca do voto favorável ao plano de carreira do magistério no final do ano passado. A denúncia foi feita no programa Peperi Entrevista da Rádio Peperi.

    De acordo com ela, o governo liberou R$ 4 milhões em subvenções sociais para os parlamentares que votaram o projeto em menos de um mês. Sandra disse que muitos deputados não perceberam as armadilhas do plano e agora estão apresentando projetos para corrigir os problemas. A professora voltou a afirmar que o plano de carreira retirou direitos do magistério.

     Sandra informou que o Sinte também está preparando uma ação judicial para garantir o abono das faltas de professores em eventos de mobilização da categoria. Sandra explicou que o governo não aceitou a falta dos educadores que participaram de uma assembleia geral em 2012. A reunião em abril daquele ano serviu para deflagrar a greve da categoria. Ela lembra que existe um acordo entre governo e sindicato para que faltas em atividades de mobilização sejam aceitas.

    O problema, de acordo com ela, é que o Estado não retirou essa ausência da ficha de quase 1.200 professores presentes na assembleia e isso impede o progresso funcional desses profissionais. De acordo com Sandra, o sindicato voltou a cobrar o abono dessa falta e promete ir à justiça para garantir esse direito.

    CONTRAPONTO

     Ontem, terça-feira, 29, o líder do governo na Assembleia Legislativa, Sílvio Dreveck, disse que a denúncia do Sinte não tem nenhum fundamento. Ele lamentou a crítica feita por  Sandra Zawaski e afirma que as subvenções não são mais liberadas e os convênios indicados por deputados são liberados independentemente da posição dos parlamentares nos projetos apreciados pela Assembleia.

    Segundo Dreveck, os deputados votaram com a consciência e não houve nenhum tipo de vantagem para quem votou a favor do projeto do plano de carreira. Ele sustenta que essa não é uma prática do govenador e nem dos deputados da situação. “Os parlamentares têm total liberdade para votar e que parte governista se manifestou contra o projeto”, destaca.

    O deputado disse também que o Sindicato dos Trabalhadores em Educação não pode radicalizar e trazer informações que não condizem com a realidade. Dreveck comentou que o Sinte acaba tendo uma atuação mais ideológica do que a própria defesa dos servidores. “O plano de carreira tem muitos avanços e o sindicato faz os professores pensarem que o projeto é totalmente ruim”, critica.

    01/04/2016 Leia...

    -

  • Genésio Colle assume a presidência do PDT

    img

    Nova direção do partido terá mandato de dois anos

     

    São Miguel do Oeste

    O ex-vereador Genésio Colle assumiu a presidência do Diretrório Municipal do PDT de São Miguel do Oeste. A eleição ocorreu segunda-feira, 07 e o mandato é de dois anos. Como vice-presidente foi eleito Remigius Schneider, como 2º vice-presidente Odemar Marques, como secretária Sueli Agustina Saggioratto, como tesoureira Juliana Denise de Oliveira, como líder da bancada Vanirto Conrad e como vogais José Carlos Gerhardt e Moacir Tomazel.

    10/12/2015 Leia...

    -

  • Encontro estadual do PR projeta eleições de 2016


    Florianópolis

    Em um encontro com a presença de 600 lideranças de todas as regiões do Estado, o Partido da República (PR) avaliou os trabalhos do ano de 2015 e projetou as eleições municipais do próximo ano. "É uma reunião de prestação de contas do PR e também para dar energia e sintonia entre os republicanos para a construção do partido em 2016", disse o presidente estadual, deputado federal Jorginho Mello.

    Mello comentou o ano difícil em Brasília, com tantas ocorrências de corrupção e avaliou o seu trabalho como positivo. O deputado estadual Natalino Lázare comemorou o primeiro ano como parlamentar e a parceria com o deputado Mário Marcondes na. "Nos posicionamos contra a volta da CPMF e o trabalho pela agricultura de Santa Catarina, especialmente da maçã", disse.

    Para as próximas eleições, o PR definiu que quer eleger 20 prefeitos, 30 vice-prefeitos e 300 vereadores. Jorginho Mello lembrou do compromisso de filiar pessoas que queiram trabalhar pelos municípios catarinenses. "Temos de fazer diferente, fazer melhor e chamar as pessoas que tenham compromisso com a população de Santa Catarina", enfatizou.

     

    10/12/2015 Leia...

    -

  • PSDB estadual comemora 100 mil filiações em Santa Catarina

    img

    Na companhia do senador Dalirio Beber, presidente estadual da sigla, deputado Marcos Vieira, cumpriu roteiro na região no fim de semana

    Em São Miguel do Oeste, encontro reuniu lideranças políticas de toda a região

     

    São Miguel do Oeste/Paraíso

    O presidente estadual do PSDB, deputado estadual Marcos Vieira, liderou a caravana tucana pelo Estado neste fim de semana, dando continuidade às confraternizações de fim de ano. Na companhia do senador Dalirio Beber, também reforçaram candidaturas às eleições de 2016 e promoveram novas filiações. Como parte do projeto chamado mão invertida, que leva os líderes estaduais do PSDB às mais diversas regiões catarinenses, Marcos Vieira iniciou o roteiro de agradecimento pela superação da meta de 100 mil filiações, nove mil somente nos últimos cinco meses.

    No sábado à tarde, foi a vez do deputado e do senador visitarem lideranças da cidade de Paraíso, onde o presidente da sigla na cidade, Emílio Vieira, reafirmou a candidatura a prefeito no próximo ano. Na sequência, a confraternização de fim de ano reuniu cerca de 400 lideranças dos municípios da região em São Miguel do Oeste, num evento organizado pelo presidente do PSDB local, Moacir Fiorini, e pela presidente da Câmara de Vereadores, Cristiane Massaro.

    Nos discursos, tanto o deputado como o senador ressaltaram o fortalecimento dos tucanos em toda a região, com destaque para São Miguel do Oeste, onde hoje, segundo Marcos Vieira, o partido pode, se quiser, lançar uma chapa 100% tucana nas eleições municipais de 2016.

    10/12/2015 Leia...

    -

  • Estudantes participam do Programa Parlamento Jovem

    img

    Três projetos de lei foram apresentados e dois receberam encaminhamento direto pelos parlamentares

    O prefeito, Genésio Bressiani e representantes dos trilheiros de Belmonte acompanharam os estudantes na viagem e acompanharam as atividades na Assembleia 

    Belmonte

    Os estudantes eleitos para participar do Programa Parlamento Jovem Catarinense da Escola de Educação Básica Francisco Brasinha Dias, de Belmonte, tiveram resultados positivos na experiência única de serem deputados por um dia. Na última semana, os alunos Ricardo Orso, Évely Andreolla, Pâmela Fernanda Stracher, Aldair Nicolli da Silva e Maik Júnior Padilha, acompanhados pelas professoras Janice Black Revers e Vanessa Magrini, estiveram na capital catarinense onde participaram de palestras, curso de oratória e apresentaram Projetos de Lei (PL) aos deputados durante uma sessão na Assembleia Legislativa.

    Três PLs foram apresentadas e, destes, dois receberam encaminhamento direto pelos parlamentares. O primeiro cria a Semana Estadual de Combate ao Alcoolismo e o segundo reconhece o município de Belmonte como a Capital dos Trilheiros. O terceiro PL ficou na mesa para ser avaliado e, se aprovado, também será encaminhada ao Executivo estadual. Trata-se da destinação de roteadores de internet wireless para todas as escolas estaduais catarinenses.

    De acordo com a Professora, Janice Revers, os resultados desta experiência surpreenderam as coordenadoras. “É incrível como nossos estudantes voltaram mais maduros, responsáveis e com visões diferenciadas sobre política, ética e cidadania. Estamos muito orgulhosas deles. Foi uma experiência sensacional para nós, para eles, para a escola e para todo o município. Aprendemos muito e alcançamos nossos objetivos”, enfatizou Janice.

    O prefeito, Genésio Bressiani e representantes dos trilheiros de Belmonte acompanharam os estudantes na viagem. Além dos compromissos assumidos no plenário, os jovens aproveitaram a estadia para visitar pontos turísticos da capital.

    07/12/2015 Leia...

    -

  • Assassino de secretário é condenado a 20 anos de prisão


    São Miguel do Oeste
    Moacir João Kohlrausch, réu no processo pelo assassinato do secretário de Obras de Barra Bonita, Genoir Trevisan, foi condenado a 20 anos de prisão. O julgamento aconteceu sexta-feira, 25, no Fórum de São Miguel do Oeste. O homicídio aconteceu no dia 28 de outubro de 2013, em Linha São Pedro, interior de Barra Bonita. Kohlrausch foi condenado a 20 anos de prisão em regime inicialmente fechado, mas poderá recorrer da decisão em liberdade ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina. 

     

    30/09/2015 Leia...

    -

  • Cris Massaro faz críticas e sinaliza aproximação com o PP


    A presidente da Câmara de Vereadores, Cristiane Massaro, assinou sábado a ficha de filiação no PSDB. Em entrevista ao Jornal Imagem, ela tece críticas à administração municipal e diz aceitar pré-candidatura a prefeita se o partido a indicar

    São Miguel do Oeste

    A presidente da Câmara de Vereadores de São Miguel do Oeste, Cristiane Massaro, assinou na manhã de sábado a ficha de filiação no PSDB, juntamente com outras lideranças regionais. A cerimônia, com a presença do presidente estadual da sigla, deputado Marcos Vieira, e do senador Dalírio Beber, foi realizada na sede social da antiga Ceval. 
    Cris disse em seu discurso que mudar de partido não foi uma tarefa fácil. Segundo ela, o que mais motivou a migração foi a falta de democracia e liberdade de expressar o livre pensamento dentro do PMDB. Ela comentou que chega para ajudar e somar com a nova sigla.
    O presidente do partido, Marcos Vieira disse que Cristiane pode fazer parte da candidatura majoritária nas próximas eleições em São Miguel do Oeste e considera a entrada dela no PSDB como um marco histórico no cenário político do município. “É um momento de festa com a filiação da vereadora Cris Massaro, que é presidente da câmara do município e conhece a realidade do município. Estamos muito satisfeitos em São Miguel do Oeste ,onde temos Moacir Fiorini na condição de presidente do partido, que começa agora a se preparar para as eleições 2016”, disse. 
    Marcos Vieira também comentou que o partido estará com candidaturas majoritárias em vários municípios da região. Segundo ele, Juarez Furtado é o nome em Romelândia, ‘Vieirinha’ em Paraíso, ‘Kikão’ em Descanso e ‘Foguinho’ em Santa Helena.

    Portal Peperi
    A cerimônia de filiação na manhã de sábado contou com a presença do presidente estadual do PSDB, deputado Marcos Vieira, e do senador Dalírio Beber, além de lideranças regionais.

    ENTREVISTA


    Segunda-feira, Cristiane concedeu entrevista ao Jornal Imagem, onde falou sobre as razões de sua saída do PMDB e porque optou em aceitar o convite do PSDB, apesar de ter recebido convites de praticamente todos os partidos políticos de São Miguel do Oeste.
    ............................................................................................................

    Imagem - Quais os motivos principais que a levaram a deixar o PMDB depois de tanto tempo?


    Cris Massaro – Foi talvez a decisão mais difícil de toda a minha vida, até porque entendo que não cometi qualquer tipo de irregularidade pela minha atitude de eleger-me presidente do Poder Legislativo, especialmente em função de que a presidência ficou com o PMDB, fortalecendo o partido detentor da maior bancada em São Miguel do Oeste. Elegi-me dia 18 de dezembro e já no dia 23 os secretários municipais fizeram um documento pedindo minha expulsão do partido. Foi uma tamanha irresponsabilidade. Não tive a oportunidade de em nenhum momento nos reunirmos e conversarmos, mas tudo foi exposto ao público. Portanto, as razões foram a falta de respeito me dando uma advertência para agradar esses irresponsáveis, pela falta dialogo, pela falta da liberdade de expressão, pela não valorização de uma trajetória de anos dentro do PMDB. Sempre fui militante, nas horas do partido ser governo ou não.

    Imagem - Porque o PSDB foi o partido escolhido por você, já que vários haviam lhe procurado para filiação?

    Cris Massaro - Por vários motivos. A historia do PSDB tem afinidade comigo. A própria criação deste partido foi por dissidentes do PMDB descontentes na época com o governo Sarney. O PSDB tem como princípios a defesa da democracia e seus agentes políticos estão a serviço do povo e não de grupos privilegiados.

    Imagem – A imprensa noticiou no final de semana que você já seria pré-candidata a prefeita em 2016. Você confirma essa disposição?

    Cris Massaro – Me senti feliz com a valorização que estou tendo dentro do meu novo partido, com o apoio demonstrado pelo presidente estadual do PSDB, Marcos Vieira, pelo senador Dalírio Beber e pelas lideranças locais e regionais. Sinto-me de fato em um ninho. Porém, é necessário ser humilde e reconhecer que o futuro a Deus pertence e o q    ue tiver que ser, será. Se o partido assim decidir, vou aceitar e gostaria de fazer o melhor por São Miguel do Oeste. Acredito na política, mas tem que ter vocação e doação de corpo e alma. No meu caso, está no sangue, já vem de família.  

    Imagem - A quantidade de lideranças do PP que prestigiaram a assinatura de sua ficha no PSDB é um indicativo de que possa haver uma coligação com o PP para as eleições de 2016?

    Cris Massaro - O próprio deputado Marcos Vieira deixou claro nos meios de comunicação que o PSDB está aberto aos partidos parceiros para fazer parte de um novo projeto político para São Miguel do Oeste. O PP é parceiro de primeira hora do PSDB, como foi na eleição de 2014 para o governo do Estado. Nada mais natural que possa estar junto no projeto de São Miguel do Oeste. O PSDB quer agregar, somar, multiplicar ações, objetivos voltados para a comunidade migueloestina, fazendo uma leitura crítica do contexto atual. O partido acredita na mudança, no que for melhor para ajudar a construir conscientemente uma sociedade sólida, justa e humana sem discriminação, sem preconceito.   

    Imagem - Com o fortalecimento do PSDB a nível regional, você também pretende liderar o partido no Extremo-oeste?

    Cris Massaro - No próprio evento de minha filiação estavam várias lideranças do PSDB a nível regional. Entretanto, caso todas as lideranças e militantes entenderem que este é o caminho, será um privilégio ter sido lembrada pelo nosso presidente estadual e vou trabalhar para o fortalecimento do partido em toda a nossa região.

    Imagem - Com sua saída do PMDB, quais serão as diretrizes na presidência da Câmara a partir de agora? Será uma mesa de oposição ao governo municipal?

    Cris Massaro - Desde que assumi meu mandato, minha posição sempre foi em favor do povo de São Miguel do Oeste. Mesmo sendo líder do governo votei contra alguns projetos que entendi serem prejudiciais à nossa população. Antes de ser um agente político, sou Povo e não posso, nem devo esquecer minhas raízes. Pauto minha atuação voltada para o interesse coletivo da sociedade migueloestina. Tenho criticidade e percebo as injustiças, as incoerências e não tenho medo de me opor contra elas. Portanto, continuarei com minha posição de independência. 

    Imagem - Como será seu relacionamento com a bancada do PMDB na Câmara a partir de sua saída do partido?

    Cris Massaro - Sempre tive excelente relacionamento com todas as bancadas, portanto, continuarei com a mesma atitude de valorização e respeito a todos os vereadores e suas posições.

    Imagem -  Agora fora do PMDB, quais são suas principais críticas ao governo de João Valar?

    Cris Massaro - O governo se resumiu em um feudo oligárquico de meia dúzia de pessoas, as quais imaginam que somente elas são capazes de pensar e executar algo. O resultado disso está na boca do povo. É só querer ver, ouvir, sentir. O governo desde seu início afastou-se do povo, como se os problemas de São Miguel do Oeste não existissem.  Acompanho muitas situações em que a população o procura para expor os problemas. Ao invés  de buscar soluções para resolver os mesmos,  o governo elege todo tipo de culpado, como os vereadores, o governo federal, a coligação, a crise para justificar a sua ineficiência.  O governo Valar, desde seu início não respeitou os vereadores, legítimos representantes do povo, o que se comprovou no dia 18 de dezembro de 2014, às 18h, pouco antes da eleição para a mesa diretora, em uma reunião relâmpago, com a presença dos secretários do PMDB, onde foi apresentado e assinado um documento no qual os secretários se comprometiam a bem atender aos vereadores em troca dos votos para a presidência da Câmara. Porque não se teve esta mesma conduta de atendimento aos anseios de nosso povo desde o início do governo, principalmente para cumprir com o lema “respeito às pessoas?” O verdadeiro líder é respeitado pela sua condição e não pela sua imposição, aquele que agrega e fortalece o conjunto.

    Imagem - Você é irmã do ex-vereador e presidente municipal do PMDB, Deoclécio Zanatta. A sua saída do partido terá também reflexos familiares? 

    Cris Massaro - A trajetória política de toda a minha família é uma história de raiz, de envolvimento, trabalho, dedicação e de sentimento ao PMDB, o que para alguns parece não ter valor nenhum. A atitude de alguns secretários, com a conivência do prefeito Valar, não respeitou a trajetória política de toda a minha família, expondo inclusive meu irmão, o qual teve, também, uma extraordinária contribuição partidária atuando como vereador por três mandatos, inúmeras vezes presidente do PMDB, como atualmente, e coordenador de varias campanhas eleitorais em todos os níveis. Portanto, foi uma atitude de afronta, desvalorização e desconsideração.  Evidentemente, tal atitude causa desconforto familiar e algum constrangimento, entretanto, penso que somos uma família, que temos um amor incondicional e que todos saberemos a lidar com essa nova realidade política, tendo como princípios a unidade familiar, o amor fraternal e o respeito. Estamos passando por vários momentos difíceis. Recentemente perdemos a nossa mãe, tornando-nos mais frágeis, mas, com certeza, ela está nos abençoando juntamente com o nosso Deus, iluminando nosso caminho, sempre nos dando  serenidade  para aceitar as situações que não podemos mudar e coragem para transformar as possíveis.    

     

    30/09/2015 Leia...

    -

  • Deputado Colatto está entre os 100 mais atuantes, aponta pesquisa


    Brasília

    Em pesquisa divulgada pelo site jornalístico Congresso em Foco, o deputado federal catarinense Valdir Colatto (PMDB) está entre os 100 dos 513 parlamentares que melhor representam a população na Câmara dos Deputados. Para a pesquisa, participaram 186 jornalistas de 45 veículos de comunicação que cobrem o dia-a-dia do Congresso Nacional e que votaram neste mês de setembro, em urnas itinerantes, acompanhados pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF).
    Ao receber a informação, Colatto destacou a satisfação em ter seu nome lembrado pelos profissionais de imprensa, que prestam importante trabalho de cobertura jornalística no Congresso Nacional. “A atuação parlamentar aqui (Brasília) ganha repercussão graças à imprensa que divulga em seus mais diversos meios de comunicação. É um trabalho de prestação de serviço ao povo, para o qual devemos prestar conta”, destacou.

    Divulgação
    Deputado federal Valdir Colatto

     

    30/09/2015 Leia...

    -

Anúncios

receba o impresso no e-mail em pdf