Últimas SAÚDE E BEM ESTAR

  • Hospital Regional de São Miguel do Oeste muda de gestão

    img

    A transição entre as duas entidades começou oficialmente segunda-feira e será acompanhada por servidores da Secretaria de Estado da Saúde e da Secretaria de Desenvolvimento Regional de São Miguel do Oeste

    Encontro para selar a transição contou com a presença de autoridades do estado e do município

     

    São Miguel do Oeste 

    O secretário de Estado da Saúde, João Paulo Kleinübing, oficializou segunda-feira, 14, em São Miguel do Oeste, a contratação do Instituto Santé, de Florianópolis, para assumir a administração do Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, até então gerido pela Beneficência Camiliana do Sul. “A São Camilo fez um grande e importante trabalho e certamente agora a Santé dará sequência a esse atendimento de qualidade prestado a toda essa população do Extremo-oeste do Estado”, disse o secretário Kleinübing.

    A transição entre as duas entidades começou oficialmente segunda-feira e será acompanhada por servidores da Secretaria de Estado da Saúde e da Secretaria de Desenvolvimento Regional de São Miguel do Oeste. “As entidades São Camilo e Instituto Santé já estão em contato para que a transição ocorra da melhor forma possível”, destacou o secretário regional, Wilson Trevisan.

    O presidente do Instituto Santé, Tércio Egon Paulo Kasten, lembrou que a São Camilo é uma das associadas à Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Santa Catarina (Fehoesc), organização por ele presidida. “Já temos uma boa relação e existe a certeza de que receberemos o auxílio necessário da São Camilo. Unido à experiência que temos em administração de hospitais, garantiremos a boa prestação de serviços aqui em São Miguel do Oeste”, citou.

     A São Camilo administrou o hospital Terezinha Gaio Basso nos últimos cinco anos e não manifestou intenção de renovar o contrato. No período, contabilizou 162.176 atendimentos de urgência e emergência, mais de 26 mil internações, 19.469 cirurgias, 2.8 mil partos, 116.419 atendimentos ambulatoriais, 624.345 exames em diversas especialidades, além de sete captações de órgãos.

    Também acompanharam a reunião o diretor executivo do Instituto Santé, Braz Vieira, Jeferson Gomes que assume a direção geral do Hospital Regional e Pedro Cezar Peliser da Federação dos Hospitais. Presentes também o deputado estadual Maurício Eskudlark, a secretária Regional de Dionísio Cerqueira, Bianca Maran Bertamoni, o prefeito de São Miguel do Oeste, João Carlos Valar, a presidente da Câmara de Vereadores, Cris Zanatta, e o presidente da União dos Vereadores de Santa Catarina (Uvesc), Valnir Scharnoski.

     

    17/12/2015 Leia...

    -

  • Casos de Dengue são descartados, mas Zyca Vírus ainda preocupa

    img

    Deu negativo o exame para dois casos suspeitos de Dengue, mas resultados sobre os sete casos suspeitos de Zyca ainda não chegaram. Secretaria Estadual da Saúde faz reunião em São Miguel do Oeste para divulgar norma técnica

    São Miguel do Oeste

    O Setor de Combate à Dengue de São Miguel do Oeste recebeu o resultado dos dois exames enviados ao Laboratório Central de Florianópolis (Lacen). O resultado deu negativo. As duas pacientes, uma do Bairro estrela e outra do Bairro Agostini, tiveram os sintomas de Dengue, passaram por tratamento hospital, mas não se tratava da doença. Outros 4 casos suspeitos de Dengue estão aguardando resultado.

    Enquanto isso, os sete casos suspeitos de Zyca Vírus, também transmitido pelo mosquito Aedes Aegypt ainda não tiveram os exames concluídos. Segundo a chefe do Setor, Rafaela Perondi, há poucos laboratórios no Brasil especializados neste tipo de exame e por esse motivo os resultados demoram mais a chegar.

     

    NOTA TÉCNICA

    A Secretaria de Estado da Saúde divulgou segunda-feira, 14, nota técnica com condutas que devem ser adotadas nos casos de microcefalias relacionados à infecção pelo vírus Zika em Santa Catarina. O documento, assinado em conjunto pelas superintendências de Planejamento e Gestão (SUG), de Hospitais (SUH), de Regulação (SUR) e de Vigilância (SUV) da Secretaria de Estado da Saúde, foi elaborado de acordo com as orientações da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde diante da atual situação epidemiológica da microcefalia no país.

    segunda-feira, 14, foi realizado um encontro em São Miguel do Oeste, organizado pela Gerência Regional de Saúde. Participam do encontro o diretor da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive/SC), Eduardo Macário, a gerente de Zoonoses da Dive, Suzana Zeccer, e o coordenador do Programa de Controle da Dengue em Santa Catarina, João Fuck, da Gerência de Zoonoses da Dive.

    Foram convidados para o encontro os prefeitos e secretários de saúde dos 37 municípios das secretarias de Desenvolvimento Regional de Chapecó, de Palmitos, de Maravilha e de São Lourenço. Desses, 13 são considerados infestados pelo mosquito e 13 estão em alto risco de infestação. Ontem, terça-feira, o encontro foi realizado em Chapecó.

     

     

    17/12/2015 Leia...

    -

  • Curso da Unoesc faz avaliações em pacientes obesos do município

    img

    Durante as avaliações, foram analisados o perfil renal, hepático, lipídico e exames que determinam resistência insulínica e processo inflamatório

    Acadêmicos puderam colocar em prática os conhecimentos aprendidos em sala de aula

     

    São Miguel do Oeste

    O curso de Biomedicina da Unoesc São Miguel do Oeste e a Secretaria de Saúde do município firmaram uma parceria para fazer avaliações antropométricas e bioquímicas em pacientes obesos. Segundo o coordenador do curso, doutor Eduardo Ottobelli Chielli, neste semestre, foram atendidos 149 pacientes. "A avaliação teve o objetivo de verificar, por meio de exames laboratoriais e antropométricos, a saúde de pacientes com excesso de peso e obesidade, além de salientar possíveis distúrbios patológicos que ainda não são evidenciados e podem, futuramente, comprometer a saúde dessas pessoas", explica o professor.

    Durante as avaliações, foram analisados o perfil renal, hepático, lipídico e exames que determinam resistência insulínica e processo inflamatório. Além disso, foram realizadas bioimpedâncias, que determinam a quantidade de gordura corporal, quantidade de água, entre outros. Participaram da atividade estudantes dos cursos de Biomedicina, Enfermagem e Farmácia, sob a orientação dos professores doutores, Eliandra Mirlei Rossi e Eduardo Chielle. 

    Eduardo ressalta que os dados das avaliações serão utilizados para a elaboração de trabalhos científicos com o objetivo de estimular o conhecimento acadêmico e científico. "A atividade também oportunizou um maior contato entre acadêmicos e pacientes, sendo possível colocar em prática conhecimentos e técnicas aprendidas em sala de aula", acrescenta o professor.

     

    10/12/2015 Leia...

    -

  • Assistência Social desenvolve ações de conscientização no combate à Dengue

    img

    Crianças puderam conhecer como é a larva do mosquito

    São Miguel do Oeste

    A Secretaria de Assistência Social de São Miguel do Oeste promoveu uma palestra na manhã de quinta-feira, 03, com crianças e adolescentes. A iniciativa contou com o apoio dos profissionais da Saúde que atuam Setor de Combate à Dengue. Para a secretária Claudete Fabiani, o momento que o país e o município têm enfrentado com a disseminação dos focos do mosquito transmissor da doença é de alerta e o trabalho de conscientização dos alunos é um dos meios mais eficazes na batalha pela prevenção.

    A coordenadora da equipe de combate à Dengue, Rafaela Perondi, repassou as informações, chamando a atenção para os cuidados que todos devem ter em suas residências, para os sintomas da doença e como identificar o Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Zyca e Chikungunya.

    Na oportunidade, as crianças e adolescentes puderam conhecer as larvas e também o mosquito, que aparece mais durante o dia e está se espalhando na cidade devido ao grande número de focos. Em todos os bairros a equipe da dengue tem encontrado focos, mas o centro é campeão no ranking com 158 focos do Aedes Aegypti.

    10/12/2015 Leia...

    -

  • Câmara Técnica Psicossocial debate planejamento e saúde de servidores


    São Miguel do Oeste

    Composta por profissionais dos Centros de Atendimentos Psicossociais (Caps), a Câmara Técnica Psicossocial esteve reunida sexta-feira, 04, no auditório da Associação dos Municípios do Extremo-oeste de Santa Catarina (Ameosc). Com coordenação da Gerência Regional de Saúde de São Miguel do Oeste, a reunião debateu planejamento da saúde mental e saúde dos servidores que atuam na área psicossocial.

     A coordenadora da Atenção Básica da Gerência de Saúde, Sirlei Favero Cetolin, lembrou que planejar o atendimento da área de saúde mental é muito importante. “Por meio disso, os municípios podem conseguir mais recursos, ampliando o atendimento à população, mas para isso é preciso interesse dos gestores, o que ainda não é uma realidade na região”, afirma.

     Ainda no encontro, as estudantes do Curso de Enfermagem da Unoesc Maiara Schoeninger e Marzeli Pauletti apresentaram os resultados da pesquisa que realizaram com os profissionais dos Caps de São Miguel do Oeste, Maravilha, Mondaí e Dionísio Cerqueira. “Ainda no estágio, percebemos que as pessoas que atuam na área se preocupam diariamente com os pacientes, mas ninguém se preocupa com a saúde deles”, declara Maiara.

    Foram 32 profissionais analisados com questionários em quatro domínios: social, físico, psicológico e ambiental. Apenas o social apresentou resultado positivo. “Os outros três ficaram no regular, ou seja, abaixo do esperado”, explica Marzeli. Como sugestão, as estudantes indicam que os profissionais tenham atendimento psicológico e atividades recreativas durante a semana. “A receptividade para a pesquisa foi bem significativa. Acreditamos que os municípios também vão aceitar e aplicar as sugestões”, encerra Maiara.

    07/12/2015 Leia...

    -

  • Comunidade debate melhorias na prestação de serviços da saúde

    img

    Vereadores e comunidade questionaram autoridades sobre o atendimento na saúde

    São Miguel do Oeste

     

    Durante audiência pública quinta-feira, 26, na Câmara de Vereadores, a comunidade de São Miguel do Oeste debateu problemas e sugestões envolvendo a prestação de serviços da saúde, bem como a continuidade do atendimento no Hospital Regional Terezinha Gaio Basso. A reunião teve questionamentos da comunidade e dos vereadores, que foram respondidos por autoridades da área durante o encontro. A audiência pública foi proposta pela presidente Cristiane Zanatta Massaro (PSDB) e pelos vereadores Gilberto Berté (PMDB) e José Giovenardi (PR).

    Entre os questionamentos apresentados, a presidente do Legislativo cobrou sobre a implantação do serviço de Oncologia no Hospital Regional, a área física para sua execução e também sobre a continuidade da gestão da casa de saúde, já que o contrato com o grupo São Camilo, que administra o hospital atualmente, encerra dia 15 de dezembro.

    A gerente regional de Saúde, Paula Corrêa, explicou que a implantação do serviço de Oncologia deve começar no primeiro semestre de 2016 e que o atendimento ocorrerá em um espaço já existente no hospital, ocupado hoje pelo Samu. Paula disse que já foi aprovada a reforma e adequação desse espaço para o tratamento de câncer. Em relação à superlotação do hospital, a gerente de saúde ressaltou que já há um projeto de ampliação e recursos destinados para isso, e que a licitação para essa obra pode ser lançada em breve.

    Em relação à continuidade da gestão do hospital, Paula Corrêa argumentou que o grupo São Camilo não tinha mais interesse em gerenciar no tipo de modelo atual, que atende inteiramente pelo SUS. Porém, disse que de qualquer maneira seria necessário lançar um novo edital, já que está encerrando o contrato de cinco anos.

    01/12/2015 Leia...

    -

  • Profissionais da UPA e Samu participam de treinamento

    img

    Profissionais tiveram treinamento prático e teórico

    São Miguel do Oeste

     

    A Secretaria de Saúde de São Miguel do Oeste, por intermédio da UPA 24H, realizou nesta semana um treinamento em parada cardiorrespiratória envolvendo teoria e prática com todos os profissionais da unidade e do Samu e Unidade de Saúde Básica. O evento é parte integrante do Plano de Educação Permanente da UPA, o qual prioriza educação continuada aos profissionais da instituição de saúde a cada dois meses.

    Participaram enfermeiros, técnicos de enfermagem, socorristas e recepcionistas. Este treinamento foi ministrado por enfermeiras do Hospital Regional Terezinha Gaio Basso. Conforme a gerente de Enfermagem, Jaqueline Tomiello, em dois anos e meio de atendimento prestado à população, houve poucos registros de situações de parada cardiorrespiratória dentro da unidade. “Por isso, esses treinamentos periódicos são essenciais no ambiente de trabalho, para deixar as equipes preparadas e com maior segurança para o atendimento ao paciente, num momento que pode ser decisivo para a vida do mesmo”, complementa ela.

     

    01/12/2015 Leia...

    -

  • Saúde promove ações da Campanha de Luta contra a Aids

    img

    Com um cenário diferente, balões escuros e trilha sonora, as pessoas foram convidadas a entrar em uma sala onde foram repassadas várias informações sobre a transmissão do HIV, vírus causador da Aids

    São Miguel do Oeste

     

    Mais uma vez a Secretaria de Saúde de São Miguel do Oeste, por intermédio do Departamento DST, realizou atividades especiais de conscientização e prevenção no o Dia Mundial de Luta Contra a Aids, transcorrido ontem, 1º. Profissionais do Setor e das Estratégias Saúde da Família trabalharam no centro da cidade com uma ação inédita.

    Com um cenário diferente, balões escuros e trilha sonora, as pessoas foram convidadas a entrar em uma sala onde foram repassadas várias informações sobre a transmissão do HIV, vírus causador da Aids, e de outras doenças sexualmente transmissíveis. Uma dinâmica diferente, mas que atraiu quem passa pelo local.

    Segundo a coordenadora do Departamento, enfermeira Juliana Pinheiro, o propósito é chamar a atenção das pessoas para o crescimento dos números de casos e quais são os meios de prevenção. Contando também com o apoio das entidades parceiras (Senac, Leo Clube, Lions Clube Universidade e Lionesses) estão ocorrendo blitz educativas em alguns pontos do centro, incluindo o Calçadão e a Rua Willy Barth. Materiais informativos e preservativos são repassados.

    Desde a última semana, o Departamento está envolvido em atividades. Uma das ações foi à realização da testagem rápida para todos os interessados, na nova sede da Secretaria. Ainda, na sexta-feira, dia 27, a equipe efetuou o teste rápido aos detentos do presídio de São Miguel do Oeste. O intuito foi incentivar a prevenção e o diagnóstico precoce de casos de HIV. Atualmente são 180 casos em acompanhamento em 21 municípios da região.  Neste ano, a prevalência dos casos novos ocorreu na faixa etária de 18 a 25 anos.

     

    Motoristas receberam material informativo sobre a doença

    01/12/2015 Leia...

    -

  • Vigilância Sanitária aguarda resultado de mais dois casos suspeitos de Dengue

    img

    Duas mulheres, uma do Bairro Agostini e uma do Bairro Estrela, passaram por tratamento hospitalar e se recuperam em casa. Resultado dos exames deve chegar nos próximos dias

    São Miguel do Oeste

    A Vigilância Sanitária do município de São Miguel do Oeste está no aguardo da confirmação ou não de mais dois casos de Dengue. Os exames enviados na semana passada para o Laboratório Central (Lacen) de Florianópolis e o resultado de um deles deve chegar esta semana.

    As duas mulheres supostamente contaminadas pela Dengue passaram por atendimento hospitalar e agora se recuperam em casa. Uma delas reside no Bairro Estrela e outra no Bairro Agostini. Segundo a Vigilância, se os casos forem confirmados, a contaminação aconteceu dentro do próprio município, ou seja, os pacientes não viajaram para fora do Estado.

    A Secretaria de Saúde, por meio do Setor de Combate a Dengue, realizou semana passada uma reunião com membros das secretarias de Desenvolvimento Urbano, Educação, Assistência Social, Agricultura e Obras.  Conforme o secretário de Saúde, Airton Macarini, a iniciativa busca apoio das demais secretarias no desenvolvimento de ações que combatam a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, causador da Dengue, Zica e Chikungunya. Além disso, o objetivo é promover maior conscientização da população, para que cada cidadão também faça sua parte, especialmente no período do Verão.

    A equipe da Dengue apresentou os dados atuais, o trabalho que já está em andamento no município e chamou a atenção para a situação de casos da doença, já que neste ano houve dois registros pela primeira vez em São Miguel do Oeste. Até o momento são 447 focos do mosquito, sendo 158 somente na área central da cidade.

    ACOMAR

    A Secretaria também realizou uma reunião para debater o acúmulo de água no depósito de materiais recicláveis da Associação dos Coletores de Materiais Recicláveis (Acomar). O encontro aconteceu durante a manhã de segunda-feira, 30, na sede da Acomar, e contou com a presença dos secretários de Obras, Saúde e Desenvolvimento Urbano, equipe de combate à dengue e outros integrantes da prefeitura.

    O objetivo foi alertar a Acomar sobre o cenário favorável para o desenvolvimento do mosquito da dengue. De acordo com a coordenadora do programa da dengue, Rafaela Perondi, a maior parte dos focos do bairro São Luiz é de uma armadilha instalada no barracão da Acomar. Segundo o secretário de Saúde, Kiko Macarini, a prefeitura vai fazer um mutirão na próxima semana com o objetivo é quebrar os vidros que estão acumulando água e organizar os materiais na parte externa do barracão.

     

     

    Acúmulo de materiais na Acomar preocupa a Saúde e um mutirão de limpeza deverá ser realizado

     

    01/12/2015 Leia...

    -

  • Encontro encerra atividades do ano do Grupo de Gestantes


    São Miguel do Oeste    
    Aconteceu Na quinta-feira, (26,  o último encontro deste ano do Grupo de Gestantes, uma iniciativa da Secretaria de Saúde de São Miguel do Oeste e o Hospital Regional Terezinha Gaio Basso. O momento ocorreu no Hospital Regional. Conforme a enfermeira da unidade Estratégia da Família  (ESF) São Luiz, Micheli Trentin, durante todo o ano acontecem os encontros, sendo a cada dois meses no hospital, e os demais no ESF São Luiz.

    O grupo envolve gestantes atendidas em todas as unidades de saúde do município, sendo que a participação deste ano foi de 15 a 20 mulheres. Micheli reitera que o propósito é repassar orientações as futuras mães sobre os cuidados na gestação e com o recém-nascido, promovendo melhor qualidade de vida para toda família.

    30/11/2015 Leia...

    -

  • Unoesc sedia curso sobre prescrição farmacêutica

    img

    São Miguel do Oeste

     

    A Unoesc São Miguel do Oeste sediou terça-feira, dia 24, o curso Prescrição Farmacêutica: sistemas imunológico, respiratório e dermatológico. Cerca de 70 farmacêuticos e acadêmicos acompanharam o evento com o farmacêutico José Vanilton de Almeida no auditório da Universidade. A presidente do Conselho Regional de Farmácia (CRF-SC), Hortência Müller Tierling, salienta que a entidade está promovendo o curso sobre prescrição farmacêutica em todo o Estado de Santa Catarina de forma regionalizada.

    Ela explica que em 2013 o CRF editou uma resolução que permite aos farmacêuticos prescreverem medicamentos isentos de prescrição médica e odontológica. "Esperamos que essa permissão possa contribuir, cada vez mais, com a saúde pública do nosso País, no momento em que o farmacêutico pode — mediante atenção farmacêutica — conversar com o paciente e verificar qual a melhor terapia a ser instituída", destaca Hortência, salientando a importância de uma equipe multidisciplinar, que procura restabelecer a saúde das pessoas para que tenham maior qualidade de vida.

     

    O curso foi ministrado pelo farmacêutico José Vanilton de Almeida

    30/11/2015 Leia...

    -

  • Saúde

    img

    São José do Cedro: Equipe do ESF 4 desenvolve ações educativas.

    São José do Cedro
    A Equipe do ESF 4 realizou suas primeiras atividades Educativas na Linha 21 de Novembro. No dia 5 de junho, a enfermeira Inez Galon e a cirurgiã dentista Dra Daiana Winter estiveram na Escola Municipal Imperatriz apresentando aos pais, alunos e professores alguns projetos educativos que pretendem ser desenvolvidos na Comunidade. 
    Um dos Projetos em construção é o “Saúde na Escola”, esse projeto tem como objetivo levar alunos, pais e professores a perceber a necessidade de adoção de hábitos saudáveis, conscientizando-os que os hábitos de higiene não trazem somente benefícios estéticos mas também, e principalmente, benefícios a saúde como um todo. O Projeto “Construindo Sorrisos”, também em processo de desenvolvimento, tem como propósito uma visão ampla de promoção de saúde apoiada em três vertentes: a recuperação dos danos causados pelas doenças bucais, a aplicação de métodos de prevenção e o repasse de informações para o autocuidado e a manutenção da saúde.
    São através de atividades educativas como essas que a equipe pretende envolver a comunidade e desenvolver junto a ela uma Saúde de qualidade. Concluiu a enfermeira.

    12/06/2014 Leia...

    -

  • Saúde

    img

    Descanso: Escolhidos o mascote e slogan do Programa de Controle ao Tabagismo.

    Descanso
    A secretaria municipal da Saúde, em parceria com a Secretaria municipal da Educação  e o Sesc, promoveu durante todo o mês de abril, a Campanha Municipal de Escolha do mascote e Slogan do Programa de Controle ao Tabagismo. A Campanha envolveu as escolas com crianças do 5º ao 9º ano. 
    De acordo com a coordenadora do programa, Psicóloga Kamila Ribeiro, o objetivo principal é chamar a atenção de todas as famílias para os males que o cigarro causa. Ela enfatiza que pela primeira vez o programa está sendo desenvolvido no município em parceria com o governo federal. Esse programa tem todo o acompanhamento com equipe de profissionais da saúde e entrega de medicamentos que ajudam as pessoas a deixar de fumar. A participação dos alunos na campanha municipal de escolha do Slogan e Mascote foi um sucesso, explica kamila, destacando a dificuldade de classificar os três de cada categoria. 
    A escolha dos três finalistas de cada categoria ocorreu por meio de votação de diversos profissionais e funcionários públicos da secretaria municipal da saúde. Durante vários dias, os desenhos trabalhos nas escolas estiveram expostos ao lado do Centro Municipal de Saúde. Na sexta-feira, 30, aconteceu extensa programação com oficinas de pintura facial, oficina de confecção de brinquedo gira-gira e oficina de jogos, além da classificação final dos selecionados. 
    Na categoria “Slogan”, o primeiro lugar ficou para Carin Palóski; 2º lugar para Graciele Dalmaz e 3º para Marina Baldo. Na categoria escolha do Mascote o 1º Lugar ficou para Bernardo Lima, 2º para João Vitor Feliceti e o 3º para Tais Iaroceski. Todos foram premiados. Conforme Kamila, o comércio de Descanso está de parabéns pois também participou da campanha com a doação de prêmios que ultrapassou os R$ 1.000,00. A secretária da Saúde, Sabrina Bitelo disse estar muito satisfeita com o desenvolvimento do programa, por ser uma inovação e que ajudará muitas pessoas a largar o vício.


    Resultados
    O primeiro grupo participante do programa do Controle ao tabagismo, criado neste ano em Descanso apresenta ótimos resultados. Conforme a Psicóloga, Kamila Ribeiro, de sete participantes, seis já deixaram de fumar. Ela explica que o caminho é longo, mas que os profissionais estarão sempre prestando o acompanhamento para que estes não voltem ao vício. De acordo com Kamila, novos grupos deverão ser criados em breve, sendo que as pessoas que tem interesse devem procurar a secretaria municipal de saúde e se cadastrar. A coordenadora Kamila enfatizou a importância do engajamento de toda a equipe da saúde de Descanso em prol do programa, finalizou.

    04/06/2014 Leia...

    -

  • Saúde

    img

    São Miguel do Oeste: Governo municipal inaugura Farmácia Referência.

    São Miguel do Oeste
    A Administração Municipal inaugurou na manhã de segunda-feira, 26, a nova sede da Farmácia Referência Municipal, próximo ao Fórum. O local, com cerca de 500m², abriga todo o setor de distribuição e controle de medicamentos do município.
    Segundo o prefeito João Valar, o investimento foi de R$ 207.311,70, com recursos das esferas federal, estadual e municipal. Com a central, haverá maior controle na compra e entrega de medicamentos. 
     “A nova farmácia possibilitará mais agilidade e comodidade ao cidadão e, principalmente, economia ao município, pois a forma de gestão de entrada e saída de medicamentos é feita por um programa que interliga os postos de saúde dos bairros e do centro, ou seja, tudo que for entregue à população será registrado e, no momento da compra, o setor de Saúde terá um controle efetivo do quê e quanto comprar”, afirmou Valar.
    Para o vice-prefeito, Wilson Trevisan, o espaço também é mais adequado ao atendimento da comunidade. “A Farmácia passa a ser referência na prestação de serviços à  população e influenciando diretamente na vida das pessoas, já que o atendimento será num local mais adequado, com mais comodidade, agilidade e conforto.”, acrescentou.
    Como funcionará
    Segundo o secretário de Saúde, Airton Macarini Segundo, a farmácia referência tem algumas regras de distribuição dos medicamentos, como: para as pessoas que moram no centro, serão entregues medicamentos controlados, não controlados, para hipertensão e aqueles recebidos da Secretaria de Estado da Saúde. 
    Para os moradores dos bairros, será entregue ape- nas os controlados e os recebidos pela Secretaria de Estado da Saúde. Neste caso, os demais medicamentos deverão ser retirados nas unidades dos bair-ros. 
     “Com o sistema integrado entre a Farmácia Referência e as unidades dos bairros, todo medicamento entregue fica registrado no sistema, evitando duplicidade de entregas e agilizando a manutenção do estoque e distribuição”, ressalta Macarini.

     

    29/05/2014 Leia...

    -

  • HPV

    img

    Palestra sobre HPV reune mais de 245

    Guaraciaba
    Na quinta-feira, 6, no Centro de Múltiplo Uso Professor Alfredo Ames, a palestra sobre HPV (Papiloma Vírus Humano), reuniu mais de 245 participantes entre os dois turnos. A palestra foi realizada às 10 e também às 14 horas, para meninas de 11 a 13 anos e seus pais. 
    A palestrante Juliana Pinheiro (foto), coordenadora do Ambulatório DST/AIDS de São Miguel do Oeste, explicou o que é o HPV. Durante a palestra, ela explicou que cerca de 90% dos casos de câncer de colo de útero é causado pelo vírus HPV, e os principais sintomas são "O aparecimento de verrugas, principalmente nos órgãos sexuais, isso não quer dizer que as verrugas não aparecem em outros locais, como a boca por exemplo", explica. Juliana ainda destaca que "A principal forma de transmissão do HPV, é através do ato sexual sem preservativo, porém em alguns casos o contato com a verruga pode ser perigoso também.". 
    Durante sua explicação, ela falou da importância da realização da vacina contra o HPV, que em Guaraciaba acontece segunda-feira dia 10 de março para meninas de 11 a 13 anos de idade. "A vacina vai proteger contra quatro dos mais de 150 tipos de HPV, são os quatro que mais causam câncer". Ela ainda lembrou destacou que vacinando as meninas é uma forma de proteger também os meninos, "Mas foi escolhido vacinar as meninas porque o HPV em mulheres, causa câncer de colo de útero, o segundo maior causador de câncer feminino, perdendo apenas para o câncer de mama". 
    O esquema de vacina contra o HPV, compreende 3 doses, uma feita agora, (10/03), a segunda no mês de setembro, e para completar o esquema é necessário fazer uma terceira dose 60 meses após a primeiro, ou seja, em 2019 essas meninas serão novamente vacinadas. A vacina do HPV previne a infecção dos vírus 6, 11, 16 e 18", que, segundo Juliana, estudos comprovam que são os quatro maiores causadores de câncer. 
    Juliana deixa bem claro, sobre a importância da vacinação, pois a doença não tem cura, uma vez contraída permanece no organismo do infectado. Segundo Juliana só em 2012 foram mais de 17.450 novos casos no Brasil. 

    17/03/2014 Leia...

    -

  • Mauro tem confirmação de instalação do Hemosc

    img

    São Miguel do Oeste
    Processo de instalação do Hemosc começará a ser instalado. A confirmação do pleito feito pelo deputado Mauro de Nadal ocorreu durante audiência, no dia 25, com a secretária da Saúde, Tânia Eberhardt.
     Conforme o deputado Mauro, a instalação dos serviços de coleta de sangue vai permitir que os moradores da região não precisem mais se deslocar até o Hemosc de Chapecó. Será mais rápido o atendimento para aqueles pacientes que necessitam de sangue.
    Outra confirmação para o deputado Mauro foi a respeito da licitação para a construção da Policlínica de São Miguel do Oeste.  A Secretaria da Saúde vai lançar, em março, edital de licitação para a construção da obra. Também foi confirmada pela Secretaria da Saúde a fase inicial de estudos de viabilidade da implantação de serviços de oncologia para o tratamento de pacientes de câncer no município.

    06/03/2014 Leia...

    -

  • Sicoob lança seguro de vida com plano odontológico e desconto em farmácia

    img

    A cooperativa firmou parceria entre a cooperativa, Liberty Seguros e 1A Odonto

    São Miguel do Oeste
    O Sicoob São Miguel lançou neste mês mais um serviço que beneficiará os associados. Por meio de uma parceria entre a cooperativa, Liberty Seguros e 1A Odonto, o Seguro de Vida com plano odontológico e desconto em farmácia.
    Antes de disponibilizar o seguro, os colaboradores do Sicoob participaram de treinamentos realizados em Flor da Serra do Sul-PR e em São Miguel do Oeste. O treinamento foi ministrado pela equipe da 1A Odonto, dentre eles a gerente de credenciamento e auditoria, Dra. Débora Bulizani, a gerente de implantação, Léa Logo, a gerente do Departamento Comercial, Fabiana Oliveira e o Gestor de Negócios da Liberty Seguros, Ricardo Barros de Souza. Também acompanharam os treinamentos o diretor operacional do Sicoob São Miguel, Jaimir José Balbinot, o gerente comercial, Marcelo Trevisan, e o supervisor comercial, Silvio Sehn.

    Entenda o plano
    De acordo com Sehn o seguro de vida disponibiliza além da cobertura, a assistência odontológica que cobre consultas, curativos para alívio de dor, desconto em farmácia, raio-x, limpeza, extração, colocação de aparelho, próteses, tratamento de canal e gengiva. Além disso, ao contratar o seguro o associado passa a concorrer automaticamente ao sorteio mensal de R$10 mil (valor bruto), pela loteria federal. “É um plano diferenciado com muitos benefícios e pode ser contratado para pessoas de 16 até 65 anos”, destaca.

    Benefícios Odontológicos
    A 1A Odonto, que está presente em sete países e há cinco anos no Brasil, em parceria com a ePharma, a maior gerenciadora de programas de acesso a medicamentos do país, oferecem um plano odontológico moderno e inovador que além de cuidar de sua saúde bucal, permite descontos significativos em mais de 1.500 medicamentos, que abrangem em torno de 90% das doenças tratáveis em ambulatório, em uma rede credenciada de 9 mil farmácias.
    A cobertura do Selo Dental inclui consultas, prevenção, odontopediatria, restaurações com vários materiais, periodontia (tratamento de gengiva), endodontia (tratamento de canal), cirurgias realizadas em consultório próteses dentárias e ortodontia (colocação de aparelhos).

     

    01/03/2014 Leia...

    -

  • Unidade de Pronto Atendimento começa a funcionar

    img

    São Miguel do Oeste
    A solenidade de ativação da estrutura que vai funcionar 24 horas, atendendo pacientes do Sistema Único de Saúde aconteceu na segunda-feira (06). O secretário da Saúde, Airton Fávero, explicou que a UPA é uma estrutura intermediária, que fará a ponte entre as unidades de atenção básica da saúde, como os postos situados nos bairros, e o hospital regional, que é o local de atendimento de média e alta complexida- de.
    O diretor Airton Macarini Segundo explicou todo o atendimento médico e consultas, durante o dia, será mantido nos postos de saúde. A UPA atenderá dia e noite. A unidade terá equipe de planto- nistas com seis médicos, cinco enfermeiras, cinco recepcionistas, oito técnicos de enfermagem, além de motorista, técnicos administrativos, telefonista e o próprio diretor. Os servidores foram contratados através de con- curso público.
    A Unidade de Pronto Atendimento será mantida pelo Ministério da Saúde e duas prefeituras. O projeto original previa a participação das prefeituras de São Miguel do Oeste, Bandeirante, Descan- so, Guaraciaba, Paraíso e Barra Bonita. Todas deveriam contribuir com os valores necessários à manutenção do atendimento. No final, os municípios de Bandeirante e São Miguel do Oeste concordaram em pagar o funcionamento. Os demais decidiram que vão manter o atendimento hospitalar já contratado com outras instituições.
    O diretor enfatiza que a unidade vai atender somente pelo SUS e não será necessária requisição de AIH, a Autorização para Internação Hospitalar. Mesmo no caso de municípios que não participam, será prestado atendimento aos pacientes. Macarini enfatiza que se houver um número grande de pacientes de municípios que não fazem parte, os prefeitos serão procurados para rever a questão da adesão ao projeto.
    O secretário Airton Fávero explica que todo paciente que tiver um problema de saúde deve procurar a UPA. De acordo com ele, a triagem de cada caso será feita pelos médicos plantonistas da Unidade de Pronto Atendimento. Se for alguma coisa simples, o paciente será atendido e vai para casa. Se precisar de observação, ficará na UPA por até 24 horas, num dos sete leitos disponíveis no local. Se precisar de internação por mais tempo, ou de algum atendimento mais complexo, será transferido para o Hospital Regional. Em princípio a UPA será a via de acesso ao Hospital regional, e isso vale para os demais municípios do consórcio. Concluiu o secrtetário.

     

    09/05/2013 Leia...

    -

  • Camilianos anunciam saída do HRE

    img

    A Fundação São Camilo denunciou o contrato com o Governo do Estado e deve deixar a administração do hospital em 60 dias

    São Miguel do Oeste
    O diretor geral do Hospital Regional do Extremo-Oeste, Valmor Busnello, reuniu a imprensa ontem e anunciou que a Fundação São Camilo deixa a administração da instituição hospitalar no dia 30 de junho.  Segundo ele, a São Camilo fez um projeto que foi aceito pelo Governo do Estado e que previa que se houvessem causas cíveis, trabalhistas ou criminais, na esfera judicial, estas seriam suportadas pelo Estado de Santa Catarina. Busnello lembra que os camilianos não recebem nada pela administração do hospital e o Estado é que proveria as ações judiciais.
    Em dezembro de 2011, foi assinado um termo aditivo no contrato e o Estado alterou as cláusulas, eximindo-se dessa responsabilidade. O diretor do Hospital Regional disse que o termo aditivo foi assinado porque havia pagamentos a serem feitos e o estado não repassaria os valores sem essa renovação. Ficou acertado que o assunto seria discutido mais tarde. Em 2012, foi assinado novo termo aditivo, por seis meses. Agora, foi solicitada uma solução e o Estado concordou em repassar uma taxa de administração de 3% sobre as parcelas, para cobrir custas judiciais.
    O governador, todavia, pediu um parecer da Procuradoria Geral do Estado, que deveria ter sido exarado até o dia 31 de março. Como essa prazo foi descumprido, os camilianos romperam o contrato, que vence em 30 de junho, pois necessitam de 60 dias para aviso prévio, antes de rescindir os contratos com médicos e demais servidores do hospital. Valmor Busnello acrescenta que a São Camilo vai continuar negociando com o governador, mas se não houver evolução, a entidade deixa o hospital regional em 30 de junho.
    A parcela repassada mensalmente pelo governo é de R$ 2, 3 milhões e a taxa administrativa representaria um montante de R$ 69 mil.

    02/05/2013 Leia...

    -

  • HRE conquista ISO 9001

    img

    São Miguel do Oeste
    Com apenas dois anos de funcionamento, o Hospital Regional do Extremo-oeste - Terezinha Gaio Basso, administrado pela Organização Social Camiliana do Sul, em São Miguel do Oeste, anunciou, ontem, a certificação internacional ISO 9001/2008, que reconhece o trabalho de instituições em prol da qualidade. O diretor geral do Hospital, Valmor Busnello, remete a conquista aos colaboradores da instituição, que através do envolvimento contínuo, contribuíram para o recebimento da certificação.
    Segundo Busnello, a certificação tem a marca dos mais de 300 colaboradores, entre as áreas assistenciais e administração. Ele salienta ainda, que a parceria entre Governo do Estado e São Camilo está dando certo e respaldo para realização de trabalhos com compromisso e eficiência.
    Para o secretário de Estado da Saúde, Dalmo Claro de Oliveira, a conquista do selo ISO 9001 demonstra a qualidade dos serviços prestados pela unidade de saúde. “Isso comprova que a parceria entre a entidade e Governo do Estado está atendendo a comunidade de forma eficiente. E quem ganha com isso é a população do Extremo Oeste”, complementa.
    O secretário Regional de São Miguel do Oeste, Volmir Giumbelli, disse que a certificação demonstra, claramente, o grande acerto na contratação da Organização Camiliana para administrar o Hospital.

    HRE entre os destaques do país
    Conforme informações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) existem 4.000 mil empresas certificadas ISO 9001, no país. Destas, apenas 90 são instituições de Saúde ou Serviço Social, ou seja, somente 2% dos estabelecimentos, neste ramo, possuem o reconhecimento.
    O Hospital Regional, em São Miguel do Oeste, atende exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e encara o desafio de mostrar que o SUS funciona, através de uma gestão eficiente, aliada a responsabilidade.  A diretora de qualidade do Hospital Regional, Carolina Pagliarin Brüggemann, salienta que a unidade hospitalar trabalha para obter destaque com foco diferenciado.
    A diretora diz ainda, que essa certificação não é mais importante do que garantir a qualidade da assistência aos pacientes e famílias. “Sabemos que nossa responsabilidade social é muito maior do que um título, e podemos afirmar que estes requisitos de qualidade beneficiarão toda a comunidade”, complementa.
    Os trabalhos da Gestão da Qualidade para a implantação da ISO 9001, no Hospital Regional, iniciaram no ano de 2011, desafio que permitiu identificar e formar lideranças e multiplicadores dentro da instituição, capazes de gerenciar seus próprios processos e apoiar os demais.

    18/04/2013 Leia...

    -

Anúncios

receba o impresso no e-mail em pdf