Balanço 2021: ano de recuperação econômica com criação de emprego, renda e investimentos


Em ano de recuperação econômica por causa da pandemia, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) focou ainda mais no desenvolvimento das regiões, na geração de emprego e de mais oportunidades com a criação de programas que auxiliam no empreendedorismo, inovação e investimento para o estado. 

Para o secretário da SDE, Luciano Buligon, 2021 foi um ano de trabalho para oferecer as melhores condições e oportunidades para um futuro próximo e próspero aos catarinenses. "Contamos com os melhores índices de desocupação no mercado de trabalho e um ótimo resultado na geração de empregos. Tivemos muitos desafios e percalços pelo caminho mas, com certeza de que unidos, seguimos em frente. Santa Catarina tem uma economia forte e diversificada, além disso, nosso equilíbrio fiscal, nossa competitividade e os investimentos públicos e privados em curso, deverão continuar fazendo a diferença”, destaca.

O secretário adjunto, Jairo Luiz Sartoretto, enfatiza que a economia de Santa Catarina vem apresentando índices sólidos de retomada do crescimento, após ser afetada pelas complicações geradas pela Covid-19. “Prova disto são os dados do IBGE e CAGED, que nos apontam com dados acima da média nacional. Avançamos também nas questões ambientais, sempre pensando no desenvolvimento sustentável de Santa Catarina, com benefícios à população”, ressalta.

Menor índice de população desempregada

Santa Catarina registra resultados positivos quando se trata de emprego. A taxa de desocupação no Estado é a mais baixa desde 2015. Caiu no terceiro trimestre para 5,3% e é a menor do País, cuja média é 12,6%. Também registrou um dos maiores níveis de ocupação do país em outubro: 17.713.

Última edição

Edição 1065

17/06/2021

Anúncios

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
+