Colombo defende que papel do PSD é de oposição


Em um discurso que marcou o encerramento da reunião com prefeitos e vice-prefeitos catarinenses do PSD na noite desta segunda-feira, 28, em Florianópolis, Raimundo Colombo defendeu que o papel do partido é de oposição. O ex-governador é pré-candidato do PSD ao Governo do Estado.

“Quando fui prefeito, era prefeito de todos. Quando fui governador, era governador de todos. Sempre busquei a melhor convivência possível para ajudar o meu estado, buscando parcerias e convênios. Do ponto de vista administrativo, é procedimento legítimo, correto e democrático. Agora, do ponto de vista político, ou o partido se posiciona e faz um projeto independente ou não existe projeto”, discursou o ex-governador.

Colombo destacou a importância da unidade dentro do partido. “Política é a arte de liderar pessoas, é a coragem de estar presente em momentos importantes. Eu quero que vocês contem comigo, com a minha energia, com a minha missão de colaborar”.

O ex-governador ressaltou ainda algumas das principais ações de seu período à frente do Governo do Estado, destacando a política de não aumentar impostos, a geração de emprego, a abertura de novos mercados internacionais para a carne suína e o pioneirismo na reforma da previdência. “Talvez o governo se desgastou por tomar determinadas medidas, mas Santa Catarina foi protegida, o povo de Santa Catarina viveu e vive melhor. É só olhar os números, olhar tudo o que foi feito. É só olhar o que é Santa Catarina, que não começou em 2018, nem 2010, e que tem uma bela e longa história que precisamos honrar”.

Última edição

Edição 1065

17/06/2021

Anúncios

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
+